O CARÁTER SOCIAL DO FUNCIONALISMO E DO COGNITIVISMO

  • Luciana Braga Carneiro Leão Junqueira FAETEC - Fundação de Apoio à Escola Técnica
Palavras-chave: Funcionalismo, Cognitivismo, Social, Linguística centrada no uso.

Resumo

O Funcionalismo e o Cognitivismo são duas correntes teóricas de base funcional dissidentes de duas outras correntes linguísticas que, apesar de serem ambas formalistas, são bem distintas: o estruturalismo e o gerativismo, respectivamente. Curiosamente, o que levou tanto os funcionalistas quanto os cognitivistas a se destacarem de seus quadros teóricos originais foi uma mesma crítica: a não relevância dada por esses ao fator social. Assim sendo, funcionalismo e cognitivismo distinguem-se em diversos pontos, no entanto, aproximam-se ao considerar de extrema importância a contribuição dos fatores externos ao sistema linguístico propriamente dito. Analisam-se, no presente artigo as quatro teorias, a fim de que sejam traçadas tanto as distinções entre as correntes anteriores e suas dissidentes, quanto os pontos de convergência entre as duas posteriores. Por fim, apresenta-se uma quinta teoria ainda mais recente, a Linguística Centrada no Uso, onde as teorias do funcionalismo e do cognitivismo se aproximam. --- The social feature of funcionalism and cognitivism. ABSTRACT Functionalism and Cognitive Linguistics are two functional basis theoretical schools dissident from two other theoretical schools that, although both formalist, are quite distinct: Structuralism and Generativism. Interestingly, what led both functionalists and cognitivists to detach from their original theoretical framework was the same critic: the non-relevance of social factors. Thus, functionalism and cognitive linguistics differ on several points. Yet, they get closer on considering of extreme importance the contribution of factors outside the linguistic system itself. It is analyzed, in the present paper, all four theories, in order to draw both distinctions between the previous schools and their dissent ones, and converging points among the laters. Finally, it is presented a fifth theoretical school, the Usage-Based Linguistics, where ideas from functionalism and cognitive linguistics meet.

Biografia do Autor

Luciana Braga Carneiro Leão Junqueira, FAETEC - Fundação de Apoio à Escola Técnica
Professora I de língua inglesa - FAETEC Mestre em Estudos de Linguagem - UFF Especialista em Linguística Aplicada ao Ensino/Aprendizagem de Inglês como LE - UFF Bacharel e Licenciada em Letras (habilitação Inglês/Literaturas) - UERJ
Publicado
2017-01-20
Seção
Artigos