Entre a tautologia e a crença

a investigação do olhar em Aprender a rezar na era da técnica, de Gonçalo M. Tavares

Autores

  • Renata Quintella de Oliveira Faculdade de Letras. UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2237-0900.2020v16n2.49328

Resumo

Este artigo versa sobre a obra Aprender a rezar na era da técnica, do escritor português contemporâneo Gonçalo M. Tavares. Tal romance compõe um dos volumes da tetralogia O Reino, assim nomeada pelo próprio autor. É também um dos “livros pretos”, denominação também criada por Gonçalo M. Tavares, para designar obras de sua autoria que revelam um certo “desencanto” e geram incômodo no leitor, não só pela temática sombria que apresentam, como também pelo trabalho com a linguagem que é empreendido, criando uma atmosfera sombria, em que prevalece um “tom” seco e cortante. Focalizamos a questão do olhar, sob a perspectiva das reflexões críticas de Georges Didi-Huberman. Em O que vemos, o que nos olha, o crítico citado traz importantes questões, que se aliam perfeitamente à temática do olhar, proposta neste artigo. A problemática do olhar tautológico e do olhar da crença consiste em um dos eixos que nortearam nossa análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Quintella de Oliveira, Faculdade de Letras. UFRJ

Mestrado em Literatura Portuguesa. (UFRJ). Doutoranda em Literatura Portuguesa (UFRJ). Faculdade de Letras. Departamento de Letras Vernáculas. Setor: Literatura Portuguesa. UFRJ.

Downloads

Publicado

2020-11-25

Como Citar

Oliveira, R. Q. de. (2020). Entre a tautologia e a crença: a investigação do olhar em Aprender a rezar na era da técnica, de Gonçalo M. Tavares. DLCV - Língua, Linguística &Amp; Literatura, 16(2), e020017. https://doi.org/10.22478/ufpb.2237-0900.2020v16n2.49328

Edição

Seção

Artigos