Modelagem de dados como ferramenta de análise de padrões de metadados em bibliotecas digitais: o padrão de metadados brasileiro para teses e dissertações segundo o modelo entidade-relacionamento

  • Cíntia de Azevedo Lourenço
Palavras-chave: Bibliotecas digitais, Modelagem de dados

Resumo

Nas últimas décadas, com a automatização dos sistemas de informação e com o advento das bibliotecas digitais, normas, padrões e técnicas da biblioteconomia têm sido amplamente discutidos, analisados, reavaliados e reestruturados. Dentre esses se incluem os instrumentos normativos destinados à representação descritiva, como o Formato de Catalogação Legível por Computador – MARC -, o Código de Catalogação Anglo-Americano – AACR - e a Norma Internacional de Descrição Bibliográfica – ISBD -, que têm se constituído em objetos de estudos teóricos, visando-se ao desenvolvimento e aperfeiçoamento dos padrões de metadados para bibliotecas digitais. Objetiva analisar o padrão brasileiro de metadados para teses e dissertações, o MTDBR, utilizado no projeto da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, patrocinado e dirigido pelo Instituto Brasileiro de Informação Científica e Tecnológica – IBICT -, utilizando a metodologia de modelagem de dados, de acordo com as Exigências Funcionais para Descrição Bibliográfica – FRBR -, proposta por um grupo de estudos específico da Federação Internacional das Associações de Bibliotecas – IFLA -, baseada no modelo entidade relacionamento - MER. Esta metodologia foi aplicada inicialmente ao ISBD(G) e os resultados foram apresentados no relatório final do FRBR. Deste trabalho, a mesma metodologia foi a base de dois estudos realizados por Tom Delsey, da Biblioteca Nacional do Canadá, sendo aplicada ao MARC e ao AACR. Sua aplicação nesta tese será a primeira iniciativa no Brasil de aplicação da metodologia do FRBR de modelagem de dados ao padrão do MTD-BR. Este estudo apresenta as potencialidades da modelagem de dados na construção de bibliotecas digitais. Os resultados permitiram identificar alguns pontos de reflexão no desenvolvimento de uma versão nova do padrão do MTD-BR, além das propostas de ampliação dos elementos de metadados deste padrão. Evidenciou-se ser essencial que novos estudos devem ser realizados, usando a aplicação desta metodologia aos outros padrões de metadados, mesmo que analisados com outras ferramentas de modelagem de dados, como o modelo orientado a objeto, amplamente aplicado à projetos de sistemas de informação, considerando sua relação com as normas, princípios e instrumentos da biblioteconomia. Espera-se que não somente a representação descritiva possa ser melhorada com este tipo dos estudos, mas também a área de representação temática.Texto completo disponível em PDF.
Publicado
2007-01-17
Seção
New Section Title Here