A gestão da informação nos hospitais: importância do prontuário eletrônico na integração de sistemas de informação em saúde

  • Francisco José Aragão Pedroza Cunha
Palavras-chave: Gestão da Informação, Integração de Sistemas, Produtos e Serviços Informacionais em Saúde, Ciência da Informação

Resumo

A Gestão da Informação nos hospitais: o prontuário eletrônico na integração de sistemas de informação em saúde. Orientadora: Helena Pereira da Silva. Salvador: ICI, 2005. (defendida em 29/04/2005)

Este trabalho, intitulado A gestão da informação nos hospitais, tem como propósito verificar se os hospitais de alta complexidade em Salvador-Bahia-Brasil estão implementando o Prontuário Eletrônico e Sistemas de Informação Hospitalar, com vistas a otimizar a Gestão da Informação frente à Política Nacional de Informação e Informática em Saúde (PNIIS) e o contexto da Sociedade em Rede. Para tanto, o trabalho é fundamentado por um quadro teórico e político articulado com uma pesquisa de campo aplicada em oito hospitais. Caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva, bibliográfica, documental e de campo. A análise dos resultados baseia-se na temática de BARDIN. Os resultados empíricos são analisados e discutidos em três categorias: Gestão da Informação,Integração de Sistemas e PNIIS e dezesseis núcleos de sentido/significado. Os dados coletados e tratados revelam que são poucos os hospitais que adotam o prontuário eletrônico integrado ao sistema de informação. A pesquisa também revela que a concretização da PNIIS parece depender do estabelecimento de um canal de comunicação entre os hospitais e as Secretarias de Saúde Municipais e Estaduais e o Ministério da Saúde, num trabalho efetivo de orientação, não só com relação à adoção e capacitação em infra-estrutura tecnológica mas, principalmente, na conscientização da necessidade de mudança comportamental e cultural dos sujeitos, com relação às considerações sobre o processamento e uso da informação no atual contexto de uma economia baseada na informação em rede. Para a eficácia dos sistemas e serviços de saúde pressupõe-se a telemática como uma ferramenta para a Gestão da Informação. Isto porque facilita a convergência da produção de conhecimentos que possibilitem interações entre os diversos sujeitos sociais envolvidos nos processos de gestão e atenção à saúde e ações condizentes com as diversas realidades do país.

Publicado
2006-08-14
Seção
New Section Title Here