CIDADANIA, URBANIDADE E DIÁLOGO:

OBSERVAÇÕES A PARTIR DA HERMENÊUTICA FILOSÓFICA

  • Gustavo Silvano Batista Universidade Federal do Piauí - UFPI
Palavras-chave: Gadamer, Cidadania, Compreensão, Práxis, Diálogo

Resumo

Este artigo pretende problematizar, a partir da abordagem de Gadamer sobre a práxis, a recuperação de uma noção de cidadania compatível com as atuais demandas do compreender, questão-chave da hermenêutica filosófica. Tal questionamento da condição de cidadão indica uma possibilidade da tematização da situação básica de ser-no-mundo-com-os-outros (togetherness) que, por conseguinte, é pensada como um dos aspectos fundamentais para a reflexão acerca da cidade como um espaço linguístico-comunitário de convivência básica com os outros. Tal tarefa encontra-se situada em um momento comum contemporâneo, marcado pela incapacidade para o ‘diálogo’, dificultando assim a manutenção da própria condição comum cidadã. Desta forma, discutir a relação entre cidadania e urbanidade surge como um caminho para repensarmos nosso modo de ser dialógico, base existencial da relação com os outros em torno do que é comum.

Biografia do Autor

Gustavo Silvano Batista, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Doutor em Filosofia – PUC-Rio/Universidade de Copenhague,

Professor Adjunto III - Departamento de Filosofia – UFPI,

Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Filosofia - UFPI.

Referências

CACCIARI, M. A Cidade. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2010.

GADAMER, H. G. A Razão na Época da Ciência. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1983.

GADAMER, H. G. Education is Self‐Education. In Journal of Philosophy of Education, Vol. 35, Issue 4, Nov. 2001, p. 529-538.

GADAMER, H. G. Hermeneutics and Social Science. In Cultural Hermeneutics 2, 1975, p. 307-316.

GADAMER, H. G. Verdade e Método II. Petrópolis: Vozes, 2002.

HEIDEGGER, M. The Question concerning technology. In HEIDEGGER, M. Basic Writings. New York: Harper Collins, 1977, p. 307-341.

HOLZER, W. Ser-na-Cidade: por uma arquitetura e urbanismo como lugar. In Pensando: Revista de Filosofia (UFPI), v. 8, 2017, p. 20-32.

Publicado
2019-12-24
Seção
Dossiê especial – EM DEFESA DA FILOSOFIA