OS ENTRELAÇAMENTOS ENTRE DESOBEDIÊNCIA CIVIL, PLURALISMO RAZOÁVEL E RAZÃO PÚBLICA EM RAWLS

  • Julio Tomé UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Rawls, Desobediência Civil, Pluralismo Razoável, Justificação Pública

Resumo

Em 1971 o filósofo estadunidense John Rawls apresentou ao mundo sua obra intitulada Uma Teoria da Justiça, e nela o autor defende, entre outros pontos importantes para a filosofia e a teoria política, uma teoria constitucional da desobediência civil enquanto um ato político, público, consciente e não-violento. A partir da ideia rawlsiana de uma teoria constitucional da desobediência civil, neste trabalho deseja-se pensar como a desobediência civil, formulada pelo autor em TJ, estaria “casada” com suas obras posteriores a 1971, em especial com o Liberalismo Político de 1993, uma vez que o autor não retoma o tema em suas obras tardias. Dessa maneira, levanta-se a hipótese de que há uma continuidade nas obras do autor estadunidense, sobre a qual se pretende: (i) apresentar o conceito de desobediência civil cunhado pelo autor na obra de 1971; (ii) relacionar o conceito rawlsiano de desobediência civil com o pluralismo razoável exposto pelo autor nas suas obras tardias; e (iii) discutir o papel da razão pública no pensamento rawlsiano e o porquê deve-se apelar ao senso de justiça da maioria – que outrora permitiu uma lei injusta – nas discussões sobre desobediência civil.

Biografia do Autor

Julio Tomé, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina, (PPGFIL/UFSC) sob a orientação do profº drº Delamar José Volpato Dutra. Bolsista Capes/Proex

Referências

ARENDT, H. Desobediência civil. In: ARENDT, H. Crises da república. Tradução de José Volkmann. São Paulo: Perspectiva, 2010. p. 49-90.

BOÉTIE, Étienne de La. Discurso sobre a servidão voluntária. LCC publicações eletrônicas, 2006.

CELIKATES, R. Civil disobedience as a practice of civic freedom. In: TULLY, James. On global citizenship. James Tully in Dialogue. New York/London: Bloomsbury Academic. 2014. p. 207-228.

CELIKATES, R. Civil desobedience. In: MAZZOLENI, G. (ed.). The International Encyclopedia of Political Communication. Hoboken, Nova Jersey: John Wiley & Sons,2015. Disponível em: <https://www.academia.edu/23387442/Civil_Disobedience_in_The_International_Encyclopedia_of_Political_Communication_ed._Gianpietro_Mazzoleni_Wiley_and_Sons_2015_>. Acesso em: 10 jul. 2017.

CELIKATES, Robin. Democratizing civil disobedience. In: Philosophy and Social Criticism, v. 42, n. 10, 2016.

DEBAU, H. A. Civil disobedience and personal responsability for injustice In: DEBAU, H. A (ed). Civil Disobedience in focus. London and New York: Routledge, 2002 [1991]. p. 49-67.

DELMAS, Candice. Civil Disobedience. In: Philosophy Compass, v. 11, n. 11, p. 681–691, 2016. Disponível em: <http://www.academia.edu/31352750/Civil_Disobedience_Philosophy_Compass_>. Acesso em: 12 jan. 2018.

DELMAS, Candice. Disobedience, civil and otherwise. In:Criminal Law, Philosophy, v. 11, n. 1, 2017 [2014]. Disponível em: <https://doi.org/10.1007/s11572-014-9347-9>. Acesso em: 15 jan. 2018.

DELMAS, Candice. Political resistence: a matter of fairness. In: Law and Philosophy: An International Journal for Jurisprudence and Legal Philosophy, v. 32, 2013. DOI 10.1007/s10982-013-9189-y.

DWORKIN, R. The original position. In: DANIELS, N. (ed.). Reading Rawls. Critical studies of A Theory of Justice. New York: Basic Books, 1975. p. 16-52.

DWORKIN, R. Levando os direitos a sério. Tradução de Nelson Boeira. São Paulo: Martins fontes, 2002.

FERRARA, Alessandro. Public reason and the normativity of the reasonable. In: Philosophy & Social Criticism, v. 30, n. 5-6, p. 579–596, 2004.

FORST, Rainer. Contextos da justiça: filosofia política para além de liberalismo e comunitarismo. Tradução de Denilson Luís Werle. São Paulo: Boitempo Editorial, 2010.

FREEMAN, Samuel. Congruence and the Good of Justice. In: FREEMAN, Samuel (ed.) The Cambridge Companion to Rawls. New York: Cambridge University Press, 2003. p. 277-315.

HABERMAS, Jürgen. Desobediência civil – a pedra de toque do Estado democrático de direito. In: HABERMAS, Jürgen. A nova obscuridade: pequenos escritos políticos V. Tradução de Luiz Repa. São Paulo: Editora da Unesp, 2015. p. 127-154.

HABERMAS, Jürgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. Volume II. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997.

HAKSA, Vinit. Civil disodedience and non-co-operation. In: DEBAU, H. A (ed.). Civil Disobedience in focus. London and New York: Routledge 2002 [1991]. p. 144-158.

HART, H. L. A. Rawls on liberty and its priority. In: DANIELS, N.

(ed.). Reading Rawls. Critical studies of A Theory of Justice. Oxford: Basil Blackwell, 1975, p. 230-252.

KLOSKO, G. Political obligations. New York: Oxford University Press, 2005.

KLOSKO, G. Political Obligation and the Natural Duties of Justice. In: Philosophy & Public Affairs, v. 23, n. 3, p. 251-270, 1994.

MAFFETTONE, S. Political liberalism: reasonableness and democratic practice. In: Philosophy & Social Criticism, v. 30, n. 5-6, p. 541–577, 2004.

MAFFETTONE, S.; VECA, S. A ideia de Justiça de Platão a Rawls. Tradução de Karina Janine. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PINZANI, A.Filosofia Política III. Florianópolis: FILOSOFIA/EAD/UFSC, 2011.

PLATÃO. Críton ou Sobre o Dever. In: PLATÃO. Apologia de Sócrates (precedido de Êutifron ou Sobre a Piedade e seguido de Críton ou Sobre o Dever). Tradução de André Malta. Porto Alegre: L&PM, 2008.

PRESSACCO, C. F. Estado de Derecho y Desobediencia civil. In: Polis[En línea], v. 27, 2010. Disponível em: <http://polis.revues.org/1022>. Acesso em: 23 jun. 2017.

QUINTANA, O. M. La justificación constitucional de la desobediencia civil. In: Revista de Estudios Sociales, Universidad de Los Andes Bogotá, Colombia, n. 14, p. 76-87, fev. 2003.

RASMUSSEN, David. Defending reasonability: the centrality of reasonability in the later Rawls”. In: Philosophy & Social Criticism, v. 30, n. 5-6, p. 525-540, 2004.

RAWLS, John. A ideia de razão pública revista. In: RAWLS, John. O direito dos povos. Tradução de Luis Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 2004. p. 171-236.

RAWLS, John. A prioridade do justo e as concepções do Bem. In: RAWLS, John. Justiça e Democracia. (Capítulo 6). Tradução de Irene A. Paternot. São Paulo: Martins Fontes, 2000c. p. 291-332.

RAWLS, John. Justiça como equidade: uma reformulação. Tradução de Álvaro de Vita. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

RAWLS, John. Justiça e Democracia. Tradução de Irene A. Paternot. São Paulo: Martins Fontes, 2000a.

RAWLS, John. O liberalismo político. Tradução de Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Editora Ártica, 2000b.

RAWLS, John. Réplica a Habermas. In: HABERMAS, Jürgen; RAWLS, John. Debate sobre el liberalismo político. Tradução de Gerard Vilar Roca. Barcelona: Paidós, 1998. p. 41-74.

RAWLS, John. Uma teoria da justiça. Tradução de Almiro Pisseta e Linita M. R. Esteves. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

RAZ, Joseph. La autoridad del derecho. Ensayos sobre derecho y moral. Traducion y Notas de Rolando Tamayo y Salmorán. Ciudad Universitaria: Univerisadad nacional autónoma de México (imprenta universitaria), 1985.

SCHEUERMAN, W. E. Civil Disobedience . Malden: Polity Press, 2018

SCHIRMER, M. H. G. Desobediência civil – os limites da oposição à lei. In: Direito e Práxis, Rio de Janeiro, v. 7, n. 15, p. 80-112, 2016.

SILVEIRA, D. C. A justificação por consenso sobreposto em John Rawls. In: Philósophos, v. 12, n. 1, p. 11-37, jan./jun. 2007.

SILVEIRA, D. C. Contratos, virtudes e o problema da punição. In: Dissertatio, v. 43, p. 11-40, 2016.

SILVEIRA, D. C. Justiça como equidade e o problema da razoabilidade. In: Doispontos, Curitiba, São Carlos, v. 10, n. 1, p. 37-59, abr. 2013.

SILVEIRA, D. C. Justificação pública: a função da ideia de estrutura básica da sociedade em Rawls. In: Kriterion, Belo Horizonte, n. 123, p. 197-211, jun. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/readcube/epdf.php?doi=10.1590/S0100-512X2011000100011&pid=S0100-512X2011000100011&pdf_path=kr/v52n123/a11v52n123.pdf&lang=pt>. Acesso em: 16 maio 2017.

SILVEIRA, D. C. O papel da razão pública na Teoria da Justiça de Rawls. In: Filosofia Unisinos, v. 10, n. 1, p. 65-78, jan./abr. 2009a. Disponível em: <http://revistas.unisinos.br/index.php/filosofia/article/view/5005/2258>. Acesso em: 16 maio 2017.

SILVEIRA, D. C. Posição original e equilíbrio reflexivo em John Rawls: o problema da justificação. In: Trans/Form/Ação, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 139-157, 2009b.

SMART, Brian. Defining civil disodedience. In: DEBAU, H. A (ed). Civil Disobedience in focus. London and New York: Routledge 2002 [1991]. p.189-211.

TOMÉ, Julio. Estado Versus Religião: as perspectivas liberais de Rawls e Habermas e os argumentos religiosos e não-religiosos na esfera pública. 2015. 98f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) – Departamento de Filosofia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis-SC, 2015. Disponível em: <https://bit.ly/2DdLbCm>. Acesso em 17 jan. 2018.

TOMÉ, Julio. A igual liberdade e a desobediência civil rawlsiana para casos religiosos: a questão do aborto. In: ALVES, Ítalo; PIROLA, Émerson (Org.). XVI Semana Acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS: volume 3 [recurso eletrônico]. 1. ed. Porto Alegre: Editora Fi, 2016. p. 169-194. Disponível em: . Acesso em 16 jan. 2018.

TOMÉ, Julio. Rawls e a Desobediência Civil. 2018. 160f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Programa de Pós-graduação em Filosofia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis-SC, 2018. Disponível em: <https://bit.ly/2A6Gr4s>. Acesso em 20 de jun. 2018.

THOREAU. A Desobediência civil. Tradução de Sérgio Karam. Porto Alegre: L&PM Pocket. 2016.

VITA, Álvaro de. A justiça igualitária e seus críticos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2007.

VITA, Álvaro de. O liberalismo igualitário: sociedade democrática e justiça internacional. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2008.

VOLPATO DUTRA, D. J. A posição original como mediação entre Estado de Natureza e imperativo categórico: Rawls entre Hobbes e Kant. In: ethic@, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 112-140, jun. 2014

VOLPATO DUTRA, D. J. Manual de Filosofia do Direito. Caxias do Sul: EdUCS, 2008.

VOLPATO DUTRA, D. J.; COUTO, D. R. T. Esfera Pública: contribuições para uma atualização do diagnóstico. In: Problemata:Revista Internacional de Filosofia, v. 3, n, 2, p. 177-199, 2012. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/problemata/article/view/14959/8497>. Acesso em: 24 jun. 2017.

VOLPATO DUTRA, D. J; ROHLING, M. O Direito em uma Teoria da Justiça de Rawls. In: Dissertatio, v. 34, p. 63-89, 2011. Disponível em: <http://www2.ufpel.edu.br/isp/dissertatio/revistas/34/03.pdf >. Acesso em: 31 mar. 2017.

WALZER, Michael. Das obrigações políticas. Ensaios sobre desobediência, guerra e cidadania. Tradução de Helena Maria Camacho Martins Pereira. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1977.

WERLE, D. L. A estrutura básica como objeto da justiça: liberdades

básicas e as bases sociais do autorrespeito. In: Cadernos de Filosofia Alemã, v. 19, n. 1, p. 63-83, 2014a.

WERLE, D. L. A ideia de justiça e a prática da democracia. In: Novos Estudos – CEBRAP, [online], n. 92, 2012a, p. 153-161. ISSN 0101-3300. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/nec/n92/n92a11.pdf>. Acesso em: 23 jun. 2017.

WERLE, D. L. Justiça, Liberdades básicas, e as bases sociais do autorespeito. In: ethic@, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 74-90, jun. 2014b. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/viewFile/1677-2954.2014v13n1p74/26930>. Acesso em: 16 jun. 2017.

WERLE, D. L. Liberdades Básicas, Justificação Pública e o Poder Político em John Rawls. In: Dissertatio, v.34, p. 183-207, 2011. Disponível em: <http://www2.ufpel.edu.br/isp/dissertatio/revistas/34/08.pdf>. Acesso em: 31 mar. 2017.

WERLE, D. L. Tolerância, legitimação política e razão pública. In: Dissertatio, v. 34, p. 141-161, 2012b.

WERLE, D. L. Vontade geral, natureza humana e sociedade democrática justa. Rawls leitor de Rousseau, In: Doispontos, Curitiba, São Carlos, v. 7, n. 4, p. 31-52, set. 2010.

Publicado
2020-05-19
Seção
Artigos