ENTRE AS TEORIAS DO CINEMA E DA EDUCAÇÃO: ENXERGAR E ESCUTAR O FEMINISMO

Rafael Romão Silva

Resumo


As teorias do audiovisual dizem muito para a educação e vice-versa. Buscamos uma estratégia que nos possibilite olhá-las e escutá-las, o que pode contribuir para a sustentação teórica de práticas educativas em cinema e audiovisual. Com base nas noções de conteúdo de Antoni Zabala, propomos uma forma de olhar para as teorias do cinema como teorias da educação informal, o que nos ajudará a indicar tanto uma forma de identificar a pluralidade da educação audiovisual como possíveis implicações para uma educação audiovisual feminista.

Palavras-chave: Educação Audiovisual; Cinema-Educação; Estudos feministas.


Texto completo:

PDF

Referências


BERGALA, Alain. A hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: Booklink, 2008.

BURGINSKI, Vanda. Educação e Gênero: uma leitura sobre as pedagogias feministas no Brasil (1970-1990). Em: Revista de CIÊNCIAS da EDUCAÇÃO, Ano XIII - Nº 24, Americana: UNISAL, 2011.

DIAS, Luciano. Abordagem Triangular em aulas de Cinema para a Educação Básica. Em: Anais do VI COCAAL. Rio de Janeiro: UFF, 2018.

FERRAZ, M. H. C.; FUSARI, M. F. R. Metodologia do ensino da arte. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FORTUNA, Volnei. A relação teoria e prática na educação em Freire. Em: REBES - Rev. Brasileira de Ensino Superior, 1(2): 64-72, Porto Alegre, IMED, out.-dez. 2015.

hooks, bell. Ensinando a transgredir – a educação como prática de liberdade. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 2013

LATHER, Patti. (Post)Critical Methodologies: The science possible after the critiques – the selected works of Patti Lather. Nova Iorque: Routledge, 2017.

LOPES, Alice. Teorias pós-críticas, política e currículo. Em: Educação, Sociedade & Culturas, nº 39, 2013.

MIGLIORIN, Cézar. Inevitavelmente cinema: educação, política e mafuá. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2015.

MIGLIORIN, C., & Barroso, E. (2016). Pedagogias do cinema: montagem. Em: Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 43(46), 15-28.

SCOTT, Joan. História das mulheres. Em: BURKE, Peter (org.) A Escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Ed. UNESP, 1993.

SOUZA, Nádia.. A relação teoria-prática na formação do educador. Em: Semina – Ciências Sociais e Humanas. v. 22, n. 1. Londrina: UEL, 2001.

STAM, Robert. Introdução à teoria do cinema. Campinas: Ed. Papirus, 2003.

TEDESCO, Marina. Marcas de gênero nos manuais de cinematografia e na prática fotográfica do cinema mexicano clássico industrial. Em: Revista Universitária do Audiovisual. São Carlos: UFSCar, 2013. Disponível em: Acesso a 12 de deembro de 2018 às 15h35.

TEDESCO, M., HOLANDA, K. Feminino e plural – mulheres no cinema brasileiro. Campinas: Ed. Papirus, 2017.

ZABALA, Antoni. A Prática Educativa – como ensinar, Porto Alegre: ArteMED Ed. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:


 

Sumários.org

 

Resultado de imagem para logomarca do google acadêmico


Resultado de imagem para periodicos.ufpb.br

 

Resultado de imagem para latindex logo