Gestão de Custos Interorganizacionais para o Gerenciamento dos Custos Totais: Estudo de Caso em uma Usina de Cana-de-Açúcar na Região do Triângulo Mineiro

  • Marcelino Franco Moura Instituto Federal do Triângulo Mineiro - IFTM Universidade Federal de Uberlândia - UFU
  • Nilton César Lima Faculdade de Ciências Contábeis - FACIC Universidade Federal de Uberlândia - UFU
Palavras-chave: Gestão, Custos Interorganizacionais, Cana-de-açúcar, Custo Total.

Resumo

O presente estudo tem como objetivo investigar os possíveis aspectos que evidenciam a aderência da Gestão de Custos Interorganizacionais (GCI) na cadeia produtiva da cana-de-açúcar para o gerenciamento dos custos totais em uma usina de cana-de-açúcar no Triângulo Mineiro, aqui denominada como Usina Destak. A pesquisa foi assim caracterizada: quanto à sua natureza, como aplicada; quanto ao objetivo, como exploratória; quanto aos procedimentos, como estudo de caso único; e, quanto ao problema, como qualitativa. Para o estudo de caso, utilizou-se como método de pesquisa a entrevista semiestruturada, procedendo-se, posteriormente, à transcrição da mesma e análise de conteúdo. Para validação do estudo de caso, realizou-se o processo de triangulação dos métodos de levantamento bibliográfico, além de pesquisa documental e observação assistemática. Depois de realizados os métodos, o resultado apresentado demonstra a não existência formal de uma GCI na Usina Destak, mas, sim, de uma maneira informal e restrita, apresentando alguns fatores que impossibilitam a sua efetiva aplicação como instrumento da Gestão Estratégica de Custos (GEC) no gerenciamento dos custos totais. Em conformidade com as categorias analisadas, evidenciaram-se certos indícios quanto à aderência da GCI no processo de gerenciamento dos custos totais, observados nas variáveis de relacionamento (interdependência, cooperação, confiança e estabilidade/benefícios mútuos), porém falta compartilhamento de informações de custos de forma estratégica. Assim, como se trata de uma usina que ainda se encontra em fase de desenvolvimento, chegando à sua capacidade máxima produtiva, cabe apontar, para estudos futuros, uma possível mudança de resultados em usinas EM diferentes ciclos de vida.

Biografia do Autor

Marcelino Franco Moura, Instituto Federal do Triângulo Mineiro - IFTM Universidade Federal de Uberlândia - UFU
Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, na área de gestão.
Nilton César Lima, Faculdade de Ciências Contábeis - FACIC Universidade Federal de Uberlândia - UFU
Professor da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Uberlândia (área Contabilidade Gerencial) e Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis.
Publicado
2016-04-27
Seção
Seção Nacional