Ensino Religioso: Um estudo sobre sua relação com gênero e orientação sexual

Autores

  • Sergio Junqueira
  • Emerli Schlögl
  • Claudia Regina Kluck

Resumo

Este artigo é o resultado de uma pesquisa qualitativa sobre a relação entre o ensino religioso e gênero/ orientação sexual, pois toda sociedade, e a escola de maneira especial, participa passiva ou ativamente de discussões sobre economia, política, aspectos religiosos, guerras internacionais ou urbanas. Isso se desprende do cotidiano dos estudantes, professores/professoras e da comunidade em que está inserida. Um dos temas sobre o qual a escola nem sempre está disposta a refletir é a sexualidade humana, especialmente quando seu público alvo são indivíduos que estão em processo de descoberta de sua própria sexualidade. Muitas são as temáticas abordadas quando o assunto é sexualidade, porém Gênero & Orientação Sexual, termos que se referem à atração física, emocional e espiritual para pessoas de sexo oposto ou de mesmo sexo, pretende falar ao coletivo sobre homossexualidade, heterossexualidade e bissexualidade. A temática é complexa, e apesar das pesquisas avançadas na área da Psicologia, além de outras ciências, que abordam o tema da orientação sexual, especialmente tentando entender a determinação sexual quando se apresenta como homo, trans ou bissexual, relacionando ou não a doença, ou transtorno que pudesse com base em algum tipo de tratamento ser alterado. Há também uma corrente de pensamento que defende que heterossexualidade, homossexualidade ou bissexualidade não configuram opções ou preferências, tendo em vista que as pessoas não escolherem sua orientação, apenas vivenciando ou negando seus sentimentos e atrações. Das importantes questões de que tratam os Temas Transversais, a questão da SEXUALIDADE é apresentada na Quarta Diretriz do Ensino Fundamental aprovada em 1998 pelo Conselho Nacional de Educação, quando se refere à diversidade nacional. Para tal foi pesquisada a concepção de espaços femininos e espaços homossexuais junto a tradições religiosas ocidentais e orientais. Para isso foram entrevistados/as homossexuais de ambos os sexos e mulheres heterossexuais para identificar com base na formação religiosa os conflitos surgidos a partir de suas vivencias sexuais. Estes elementos reunidos visam subsidiar professores e professoras em seu processo formador para atuarem junto a crianças e adolescentes. Foram escolhidos estes dois grupos por conta da história de discriminações da qual forma vítimas, tanto homossexuais quanto mulheres. Esta realidade, que se impõe à escola, encontra resistência e quer conduzir a reflexão sobre aspectos intrigantes. Uma dessas questões é a Sexualidade, que nos dois últimos séculos tornou-se tema privilegiado de estudo das ciências, de grupos religiosos, e de educadores e educadoras, que ousadamente, levantaram questões de discussão a fim de promover o respeito e o combate à discriminação a partir do conhecimento e da desmistificação. Se faz necessário refletir sobre a sexualidade, e para os resultantes políticos, e as vezes religiosos, desta, pois como tão bem afirmou o filósofo alemão Nietzsche “a sexualidade de uma pessoa se estende em grau e gênero até o ponto mais alto de seu espírito”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-22

Como Citar

JUNQUEIRA, S.; SCHLÖGL, E.; KLUCK, C. R. Ensino Religioso: Um estudo sobre sua relação com gênero e orientação sexual. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 142–151, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/religare/article/view/17478. Acesso em: 28 maio. 2024.