O perigo das águas: aspectos do feminino terrível em um conto de Galeano

Autores

  • Joyce Conceição Gimenes Romero
  • María Dolores Aybar Ramírez

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1982-6605.2017v14n2.36285

Resumo

O presente trabalho propõe uma breve reflexão acerca da configuração da personagem fantástica feminina no conto “Historia del lagarto que tenía la costumbre de cenar a sus mujeres” (1993), de Eduardo Galeano. Tendo em vista a perspectiva dos estudos mitocríticos que contemplam o aspecto ancestral do feminino maléfico, observa-se o modo como se produzem as manifestações da personagem-feiticeira vinculada ao feminino terrível e às águas na narrativa. Analisa-se, assim, a representação simbólica dessa mulher mágica e misteriosa que constrói a figura arquetípica de mulher sedutora e atraente, mas causadora de danos, perigosa e, por vezes, fatal. Desse modo, consideraremos a composição estética do conto que compõe nosso corpus enfocando a contribuição do mito como importante referencial para a elaboração do arquétipo feminino da Mãe Terrível, embasando nossa análise, principalmente, no diálogo interdisciplinar entre o mito, a literatura e os estudos culturais de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

María Dolores Aybar Ramírez

Doutora em Estudos Literários pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - UNESP Docente da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara- UNESP

Downloads

Publicado

2017-12-23

Como Citar

CONCEIÇÃO GIMENES ROMERO, J.; DOLORES AYBAR RAMÍREZ, M. O perigo das águas: aspectos do feminino terrível em um conto de Galeano. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 311–342, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1982-6605.2017v14n2.36285. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/religare/article/view/36285. Acesso em: 10 ago. 2022.