Punindo a Eva em projetos de lei: a frente parlamentar evangélica em oposição ao aborto

  • Danielle Ventura de Lima Pinheiro UFPB
  • Marinilson Barbosa da Silva UFPB

Resumo

A defesa da fé religiosa está presente nos espaços públicos brasileiros, seja numa oração do Pai Nosso, compreendido como suposta ‘oração universal’ nas Escolas Públicas, seja no Congresso Nacional, com a presença maciça da bancada evangélica com seus posicionamentos pautados nos princípios cristãos. O tema aborto tem sido alvo de discussão mundialmente e a sua legalização é defendida por grupos feministas, em prol do direito das mulheres decidirem sobre os seus corpos. No Brasil, além do respaldo dos estudos da bioética, os políticos da bancada evangélica pautam seus argumentos na sua visão religiosa para justificar a transformação do aborto em crime hediondo ou para legitimar a possibilidade de criar um auxílio financeiro para garantir que as mães estupradas não abortem. Analisar dois projetos de lei criados por este grupo político e voltados para o aborto é o objetivo deste trabalho.

Biografia do Autor

Danielle Ventura de Lima Pinheiro, UFPB
Professora Substituta do Departamento de Ciências das Religiões
Marinilson Barbosa da Silva, UFPB
Professor do Departamento de Habilidades Pedagógicas e do Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões
Publicado
2019-01-20