O gênero da discórdia. A Igreja Católica e a campanha contra os direitos das mulheres na política internacional: uma abordagem a partir das conferências do Cairo e de Pequim

Autores

  • Sandra Duarte de Souza Universidade Metodista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1982-6605.2018v15n2.42234

Resumo

A ênfase na necessidade do empoderamento das mulheres marcou as Conferências Mundiais sobre a Mulher organizadas pela ONU, em especial a Conferência de Pequim, em 1995, que redimensionou o debate sobre o tema adotando o conceito de gênero e, dessa forma, explicitando o caráter estruturado e estruturante da dominação das mulheres. Apesar de trazer importantes avanços para o debate sobre a desigualdade entre homens e mulheres, a adoção de gênero pela Conferência de Pequim, e também, um ano antes, em 1994, pela conferência do Cairo sobre População e Desenvolvimento, não foi posição unânime, tendo gerado tensionamentos registrados nas reservas apresentadas pelas delegações de diferentes países. A Santa Sé foi uma das protagonistas nesse debate, afirmando oposição aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, e reagindo fortemente ao conceito de gênero adotado nas conferências da ONU. O presente artigo retoma os temas fundamentais que foram objeto de “reserva” da Santa Sé nas conferências do Cairo e de Pequim, e a política antigênero presente em escritos daquele período que têm servido aos propósitos político-religiosos da Igreja Católica e de outros segmentos de cunho conservador. Os escritos que compõem nosso corpus de análise são os relatórios das conferências do Cairo e de Pequim; “O Evangelho perante a desordem Mundial”, de Michel Schooyans; e a nota da Conferência Episcopal do Peru, intitulada La ideologia de género: sus peligros y alcances, elaborada pelo monsenhor Óscar Alzamora Revoredo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Duarte de Souza, Universidade Metodista de São Paulo

Doutora em Ciências da Religião, professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Universidade Metodista de São Paulo e coordenadora do Grupo de Estudos de Gênero e Religião Mandrágora/Netmal.

Downloads

Publicado

2019-01-20

Como Citar

DUARTE DE SOUZA, S. O gênero da discórdia. A Igreja Católica e a campanha contra os direitos das mulheres na política internacional: uma abordagem a partir das conferências do Cairo e de Pequim. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 483–504, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.1982-6605.2018v15n2.42234. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/religare/article/view/42234. Acesso em: 19 maio. 2024.