“Um tapa na cara pra quem diz que cura gay não existe”: A ideologia de gênesis em Cleycianne, Lady Gaga e Marco Feliciano

Resumo

Apresento aqui alguns dos modos como a personagem da internet Cleycianne age humoristicamente na resistência a dispositivos de gênero e sexualidade que se associam a uma certa “ideologia de gênesis” perpetrada por pastores-políticos como Marco Feliciano. O artigo analisa textos e imagens relacionadas à Cleycianne e é costurado com observações de autoras/es sobre religião e humor e com análises que fiz durante minha tese de doutorado em História Social, em que analisei ministérios evangélicos de “cura, restauração e libertação” de pessoas transgêneras.

Biografia do Autor

Eduardo Meinberg Maranhão Fº, Universidade Federal da Paraíba
Presidência da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR). Docente-visitante do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas da Universidade Federal da Paraíba (PPGDH/UFPB) e do Centro de Ciências Jurídicas da mesma universidade (CCJ/UFPB). Pós-Doutorado em Ciências das Religiões pela UFPB. Pós-Doutorado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pós-Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas pela UFSC. Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Mestrado em História do Tempo Presente pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Coordenação da Fogo Editorial. E-mail: edumeinberg@gmail.com.
Publicado
2019-01-20