Ideologia de gênero e marxismo-engelsismo no site do Escola Sem Partido

Autores

  • Brune Bonassi Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1982-6605.2021v18n1.53272

Resumo

O que se trabalhará aqui são atualizações da formação discursiva judaico-cristã, que viriam a culminar no que se produziu no Brasil nas décadas de 2000 e 2010 como ideologia de gênero. A via de análise acionada para isso, é a vinculação dos enunciados “ideologia de gênero” e “marxismo” no site do movimento Escola sem Partido: qual racionalidade une esses enunciados? A resposta a essa pergunta inclui análise arqueológica de textos de Hegel, Marx, Engels, e Shulamith Firestone. Análises da comunidade científica, similares a produzida nesse artigo, apontam para a generalização de um processo singular do feminismo radical, com o objetivo de proteção da ontologia cisheterossexual judaico-cristã.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-11

Como Citar

BONASSI, B. Ideologia de gênero e marxismo-engelsismo no site do Escola Sem Partido . Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 206–229, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.1982-6605.2021v18n1.53272. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/religare/article/view/53272. Acesso em: 29 fev. 2024.