Corpos flexíveis: A flexibilidade corporal possibilitada pela manifestação da Pombagira nas práticas afro-brasileiras

Autores

  • Nilza Menezes

Resumo

RESUMO:

O presente texto busca fazer algumas reflexões sobre o corpo, tendo como enfoque a manifestação da pombagira entidade espiritual que se apresenta nas religiões afro-brasileiras. As observações aqui trazidas fazem parte de trabalho de campo com o objeto. Nosso Foco é que a partir da sua flexibilidade enquanto espírito pertencente ao mundo sobrenatural, e de manifestar-se pelo processo do transe, em corpos femininos, e ou masculinos, possibilitar ao olhar de quem vê, a ocultação do corpo real, projetando um corpo idealizado e desejado. Isso ocorre em razão da sua materialização pela apropriação dos adeptos e adeptas numa simbiose que engloba masculino e feminino, questões raciais e sociais de maneira hibrida e flexível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilza Menezes

Doutora e mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Pós- doutora em Ciências da Religião pela Universidade Federal da Paraíba-UFPB. Pesquisadora do grupo de pesquisa Mandrágora\Netmal, do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo. Pesquisadora do Grupo RAIZES, do programa de pós-graduação da UFPB. Pesquisadora e coordenadora do Centro Cultural e de Documentação Históricado Poder Judiciário de Rondônia\Escola da Magistratura de Rondônia.

Downloads

Publicado

2022-02-11

Como Citar

MENEZES, N. Corpos flexíveis: A flexibilidade corporal possibilitada pela manifestação da Pombagira nas práticas afro-brasileiras. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 08–21, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/religare/article/view/59594. Acesso em: 29 fev. 2024.