A iluminação em acervos arquivísticos

o caso de um Arquivo Público Pessoense

  • Genoveva Batista Nascimento UFPB
  • Davi da Costa Rodrigues
  • Ana Cleide Patrício de Souza
Palavras-chave: Preservação em acervos arquivísticos. Plano luminotécnico. Arquivo Público Pessoense.

Resumo

Objetiva investigar o tipo de iluminação que é empregado em um determinado Arquivo Público na cidade de João Pessoa – PB, buscando refletir sobre a preservação de acervos arquivísticos através de um plano luminotécnico. A pesquisa caracteriza-se como descritiva e bibliográfica. Utilizou-se a entrevista estruturada como instrumento de coleta de dados com a profissional responsável pelo arquivo, buscando evidenciar a situação em que se encontrava a iluminação e os efeitos que os mesmos ocasionavam ao acervo, empregando-se a abordagem qualitativa para análise dos dados. Os resultados revelam que a profissional do arquivo tem um conhecimento superficial quanto às recomendações e normas apropriadas para uma iluminação adequada no acervo, tendo em vista, que existem alguns problemas com a iluminação que não obedecem às normas e os cuidados devidos para garantir a manutenção e proteção do acervo, e que a iluminação junto com outras medidas é considerada importante para aumentar a vida útil dos documentos e tornar o ambiente mais harmonioso, confortável e funcional para quem trabalha e visita o arquivo. Conclui-se que as lâmpadas usadas no arquivo são as fluorescentes de 40W e a sua distribuição não é adequada e que um projeto luminotécnico seria o mais apropriado para solucionar as falhas encontradas, juntamente com um plano de manutenção periódica para manter um bom funcionamento dos arquivos e que os tipos de lâmpadas e luminárias a serem utilizadas é para que haja uma melhor distribuição da luminosidade, visando um melhor aproveitamento do espaço/ambiente, levando também em consideração que a escolha desses aparelhos, influencia na conservação dos documentos.

Biografia do Autor

Genoveva Batista Nascimento, UFPB
Professora assistente do Departamento de Ciência da Informação Área: Biblioteconomia e Arquivologia

Referências

ALVARES, Lillian. Conservação e preservação de acervos documentais. Aspectos Gerais 2. Brasília: Universidade de Brasília. Disponível em:http://lillian.alvarestech.com/Conservacao/Aula2.pdf. Acesso em: 18 abr. 2020.

BRASIL. Recomendações para construção de arquivos, 2000. Disponível em: http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/images/publicacoes_textos/recomendaes_para_construo_de_arquivos.pdf. Acesso em: 14 maio 2020.

CASSARES, Norma Cianflone. Como fazer conservação preventiva em arquivos

e bibliotecas. São Paulo: Arquivo Público, 2000.

FERREIRA, Rodrigo Arruda Felício. Manual de luminotécnica. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora, 2010. Disponível em:http://www.ufjf.br/ramoieee/files/2010/08/Manual-Luminotecnica.pdf. Acesso em: 10 abr. 2020.

MANASSERO JÚNIOR, Giovanni. Lâmpadas e Luminotécnicas. Conceitos gerais e projeto de luminotécnica. São Paulo, 2013.

OGDEN, Sherelyn. Meio ambiente. 2. ed. Rio de Janeiro: Projeto conservação

preventiva em bibliotecas e arquivos: Arquivo Nacional, 2001. (Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos).

OLIVEIRA, Leonardo Barreto. Sistema de controle de iluminação, projetos luminotécnicos/elétricos destinados a museus. 2003. Disponível em: http://www.museuvictormeirelles.org.br/publicacoes/artigos.htm. Acesso em: 22 abr. 2020.

RAMPAZZO, Lino. Metodologia científica. Ed. São Paulo: Loyola, 2002.

SILVA, Mauri Luiz da. Iluminação: simplificando o projeto. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2009.

Publicado
2020-06-29
Como Citar
NASCIMENTO, G. B.; DAVI DA COSTA RODRIGUES; ANA CLEIDE PATRÍCIO DE SOUZA. A iluminação em acervos arquivísticos. Archeion Online, v. 7, n. 2, p. 103-111, 29 jun. 2020.
Seção
Relatos de Pesquisa