Efeitos de composto orgânico biotecnológico nas concentrações de N, P e K no milho

  • Kleiton Rocha Saraiva
  • Boanerges Freire Aquino
  • Francisco de Souza
  • Régis Pinheiro Bezerra

Resumo

Foi conduzido um experimento, em casa de vegetação do Departamento de Fitotecnia, no Campus do Pici, da Universidade Federal do Ceará – UFC, com o objetivo de analisar as características e os efeitos de um composto orgânico biotecnológico, oriundo de restos de poda de árvores urbanas, sobre a produção de biomassa do milho (variedade “Sertanejo”), a taxa de crescimento e teor de N, da folha. Quatro tratamentos resultaram da combinação de solo + adubo orgânico biotecnológico, aplicados em quatro níveis distintos do adubo orgânico: 160, 320, 480 e 640 g/vaso cada um, que correspondem respectivamente a 7,5, 15, 22,5 e 30 t/ha e 3 tratamentos adicionais, com aplicação de nitrogênio. Em laboratório encontraram-se as concentrações de N, P e K, na folha do milho. Os resultados mostraram que a concentração de N na folha dos tratamentos químicos foram, significativamente, maiores do que as concentrações de N dos tratamentos orgânicos. O comportamento inverso ocorreu quanto às concentrações de P e de K.
Publicado
2014-06-03
Seção
Artigo Científico