EFEITOS DE UM COMPOSTO ORGÂNICO BIOTECNOLÓGICO SOBRE A PRODUÇÃO DE BIOMASSA E A ALTURA DAS PLANTAS DE MILHO

Kleiton Rocha Saraiva, Boanerges Freire Aquino, Francisco Souza Souza, Thiago Sales Gonçalves, Régis Pinheiro Bezerra, David Correia Anjos

Resumo


Foi conduzido um experimento, em casa de vegetação do Departamento de Fitotecnia, no Campus do Pici, da Universidade Federal do Ceará – UFC, com o objetivo de analisar as características e os efeitos de um composto orgânico biotecnológico, oriundo de restos de poda de árvores urbanas, sobre a produção de biomassa e a altura das plantas de milho, variedade “Sertanejo”. Quatro tratamentos resultaram da combinação de solo + adubo orgânico biotecnológico, aplicados em quatro níveis distintos do adubo orgânico: 160, 320, 480 e 640 g/vaso cada um, que correspondem respectivamente a 7,5, 15, 22,5 e 30 t/ha e 3 tratamentos adicionais, com aplicação de NPK. Em laboratório encontraram-se as quantidades de biomassa do milho, e no campo analisou-se altura das plantas. A análise de variância indicou efeitos significativos em todos os tratamentos analisados. Os resultados mostraram que o composto orgânico utilizado não influenciou, significativamente, na altura das plantas nem na produção de biomassa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v31i2.4190

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional