Alterações causadas por incêndio florestal na composição de espécies de uma floresta primária no sudoeste da Amazônia brasileira

Autores

  • Henrique José Borges Araujo Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Acre

Palavras-chave:

Espécies florestais amazônicas, Mudanças climáticas, Queimadas amazônicas, Seca de 2005.

Resumo

A floresta amazônica é impactada por agressões antrópicas e pelas mudanças climáticas. Devido à alta umidade retida a floresta amazônica é considerada imune a queimadas, todavia, sob condições climáticas extremas torna-se vulnerável. Este estudo objetiva avaliar os impactos de incêndios florestais ocorridos na grande seca de 2005 sobre a composição de espécies de uma floresta natural primária sob manejo florestal, localizada no estado do Acre. Foram implantadas 40 parcelas amostrais permanentes de 400 m2 cada e monitorados os efeitos do fogo em árvores lenhosas, palmeiras e cipós em três níveis de amostragem: I - DAP ≥ 5 cm; II - 5 cm > DAP ≥ 2 cm; e III - DAP < 2 cm e altura ≥ 1 m. Foram efetuadas cinco avaliações entre novembro de 2005 e janeiro de 2009. Os resultados mostraram que quanto menor o tamanho das árvores, maiores são as taxas de mortalidade e as alterações na estrutura das espécies. Ainda que tenha havido aumento de 42,5% no número de espécies na regeneração (Nível III), o monitoramento revelou expressiva redução nos demais níveis de amostragem (15,6% no Nível I; 32,3% no Nível II; 28,8% nos níveis I e II juntos e 16,1% nos três níveis juntos), indicando que a floresta foi modificada quanto à sua composição de espécies.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique José Borges Araujo, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Acre

Departamento de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa Acre

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

ARAUJO, H. J. B. Alterações causadas por incêndio florestal na composição de espécies de uma floresta primária no sudoeste da Amazônia brasileira. Gaia Scientia, [S. l.], v. 9, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/20679. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Ciências Ambientais