Aspectos do comércio ilegal de pássaros silvestres na cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil

Autores

  • Taciana P. Gama
  • Roberto Sassi

Resumo

O comércio ilegal de aves e animais silvestres, seja para fins de criação, medicina popular ou confecção de peças de artesanato, exerce um efeito expressivo sobre a fauna e a diversidade em geral. A comercialização de pássaros na cidade de João Pessoa é uma atividade tradicional que ocorre preferencialmente nos mercados públicos para fins de criação. Embora comercializados na capital os pássaros são trazidos de várias partes do estado e às vezes de outros estados. O presente estudo visa a obtenção de dados sobre o processo de comercialização de pássaros silvestres em João Pessoa, considerando as formas de captura, de manutenção e de venda das espécies, obtidos junto aos passarinheiros, e, ao mesmo tempo, a elaboração de um catálogo de reconhecimento visual das espécies comercializadas na capital. Um total de 20 espécies nativas foi observado sendo vendidas nas feiras livres da capital, das quais 4 são consideradas ameaçadas (segundo o CEMAVE) e 1 é considerada vulnerável (IBAMA). O preço dos pássaros em João Pessoa varia de R$ 2,00 a R$ 250,00, dependendo da idade, da espécie e do grau de domesticação do exemplar. Esta atividade é realizada preferencialmente por homens como complemento financeiro, uma vez que a maioria deles possui um emprego fixo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-10-20

Como Citar

GAMA, T. P.; SASSI, R. Aspectos do comércio ilegal de pássaros silvestres na cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Gaia Scientia, [S. l.], v. 2, n. 2, 2008. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/2543. Acesso em: 18 jan. 2022.

Edição

Seção

New Section Title Here