Biologia floral, ecologia da polinização e eficiência na produção de sementes de Vigna unguiculata (L.) Walp. em sistemas agrícolas

Autores

  • Marilene Vieira Barbosa Universidade Federal da Paraiba
  • Evelise Marcia Locatelli de Sousa Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Palavras-chave:

autogamia, polinização cruzada, Xylocopa, frutos, sementes

Resumo

Vigna unguiculata (L.) Walp, pertence à família Fabaceae, conhecida popularmente por “feijão macáçar”, é uma cultura de importante destaque na economia nordestina. Este trabalho teve por objetivo estudar a biologia floral, identificar os visitantes que realizam a polinização e a influência dos mesmos na produção de suas sementes. Foram realizados estudos morfológicos da arquitetura floral, bem como da biologia floral. O comportamento dos visitantes foi observado entre 05h00min-10h00min. Para identificar a estratégia reprodutiva realizaram-se dois experimentos: A. com os tratamentos de autopolinização espontânea e polinização natural; e B. com autopolinização espontânea e polinização cruzada manual, realizando-se ainda, estudo biométrico das sementes e frutos. V. unguiculata apresenta flores zigomorfas, contem um estandarte, duas alas e uma quilha. A antese teve inicio às 04h30min-05h00min, entrando em senescência às 09h00min-10h00min. As abelhas Xylocopa grisescens (71% das visitas) e Eulaema nigrita (21,3%), foram consideradas polinizadores efetivos. Não houve diferença significativa na produção de frutos e sementes. V. unguiculata é capaz de produzir sementes na ausência de polinizadores, porém, possui arquitetura floral que atrai visitantes, garantindo assim a variabilidade genética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilene Vieira Barbosa, Universidade Federal da Paraiba

Graduada em Bacharel em Ecologia pela Universidade Federal da Paraíba (2015), com estágio realizado no Laboratório de Ecologia Vegetal e com pesquisa desenvolvida em Biologia Floral e ecologia da polinização. Técnica em Agropecuária, formada pela Instituto Federal da Paraíba-Sousa.

Evelise Marcia Locatelli de Sousa, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Paraíba (1995), mestrado em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Pernambuco (1997) e doutorado em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Pernambuco (2003). Atualmente é Professora Adjunto da Universidade Federal da Paraíba do Departamento de Engenharia e Meio Ambiente do Centro de Ciências Aplicadas e Educação, Campus IV. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Biologia Floral e Ecologia da Polinização, atuando principalmente nos seguintes temas: botânica geral, biologia floral, fenologia e ecologia da polinização.

Referências

AESA. 2015. Monitoramento/ chuvas acumuladas no mês. [citado em 06 de fevereiro de 2015] Disponível em: http://site2.aesa.pb.gov.br/aesa/monitoramentoPluviometria.

Andrade Junior AS, Santos AA, Sobrinho CA, Bastos EA, Melo FB, Viana FMP, Freire Filho FR, Carneiro JS, Rocha MM, Cardoso MJ, Silva PHS e Ribeiro VQ. 2002. Cultivo do feijão-caupi (Vignaunguiculata (L.) Walp).Teresina : Embrapa Meio-Norte.108 p.

Brito VL, Garcia D, Pinheiro M e Sazima M. 2010. Sophora tomentosa e Crotalaria vitellina (Fabaceae): Biologia reprodutiva e interações com abelhas na restinga de Ubatuba, São Paulo. Biota Neotropical,vol. 10, no. 1, p. 185-192.

Camacho JCB e Franke LB. 2008. Efeito da polinização sobre a produção e qualidade de sementes de Adesmia latifolia. Revista Brasileira de Sementes, vol. 30, n. 2, p.081-090, 2008.

Carambula, M. 1981. Produccion de semillas de plantas forrajeras. Montevideu: Hemisferio Sur, 518p.

Cruz DO e Campos LAO. 2009. Polinização por abelhas em cultivos protegidos. R. Bras. Agrociência, Pelotas, v.15, n.1-4, p.5-10.

Faegri K e Pijl, Lvan der. 1980. The principles of pollination ecology. Oxford: Pergamon, 244p.

Freitas BM e Filho JHO. 2003. Ninhos racionais para mamangava (Xylocopafrontalis) na polinização do maracujá-amarelo (Passiflora edulis). Rational nesting box to carpenter bees (Xylocopa frontalis) in the pollination of passion fruit (Passiflora edulis). Ciência Rural, Santa Maria, v.33, n.6, p.1135-1139.

Freitas VLO, Alves THS, Lopes RMF e Filho JPL. 2009. Biometria de frutos e sementes e germinação de sementes de Dimorphandra mollis Benth. e Dimorphandra wilsonii Rizz. (Fabaceae – Caesalpinioideae) Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 37, n. 81, p. 027-035.

Freitas CV e Oliveira PE. 2002. Biologia reprodutiva de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae, Caesalpinioideae) Revista Brasil. Bot., V.25, n.3, p.311-321.

Guedes RS, Quirino ZGM e Gonçalves EP. 2009. Fenologia reprodutiva e biologia da polinização de Canavalia brasiliensis Mart. Ex Benth (Fabaceae). Revista Biotemas, 22 (1), março, 2009.

Kevan PG eImperatriz-Fonseca VL. (eds.). 2006. Pollinating bees: the conservation link between agriculture and nature. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2nd edição, 313p.

Kill LHP e Drumond MA. 2001. Biologia floral e sistema reprodutivo de gliricidiasepium(Jacq.) Steud. (Fabaceae- Papilionoidae) na região de Petrolina, Pernambuco. Ciência Rural, Santa Maria, v.31, n.4, p.597-601.

Kremen C. 2004. Pollination services and community composition: does it depend diversity, abundance, biomass or species traits? In: Freitas; Pereira (ed.), Solitary bees: conservation, rearing and management for pollination. Fortaleza, CE, p.115-124.

Nogueira EML e Arruda VLV. 2006. Fenologia reprodutiva, polinização e sistema reprodutivo de Sophora tomentosa L. (Leguminosae – Papilionoideae) em restinga da praia da Joaquina, Florianópolis, sul do Brasil, Biotemas, V. 19, n.2, p. 29-36.

Pompeu AS. 1963. Polinização cruzada natural do feijoeiro. Boletim Cientifico do Instituto Agronômico do Estado de S. Paulo. Vol.22, n 5; Campinas.

Ramalho M e Rosa JF. 2010. Ecologia da interação entre as pequenas flores de quilha de Stylosanthes viscosa Sw. (Faboideae) e as grandes abelhas Xylocopa (Neoxylocopa) cearenses Ducke, 1910 (Apoidea, Hymenoptera), em duna tropical. Biota Neotropical V.10, n.3, p. 93-100.

Raven PH, Evert RF e Eichhorn SE. 2007. Biologia vegetal. 7 ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 830p.

Ribeiro GS, Ferreira AF, Neves CML, Sousa FSM, Oliveira C, Alves EM, Sodré G e Carvalho CAL. 2013. Aspects of the floral biology and pollen properties of Vigna unguiculataL. Walp (Fabaceae) African Journal of Plant Science Vol. 7(5), p. 149-154.

Rizzardo RAG. 2007. O papel de Apis mellifera L. como polinizador da mamoneira (RiciniscommunisL.): avaliação da eficiência de polinização das abelhas e incremento de produtividade da cultura. 78 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia III) Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

Rocha MM, Filho FRF, Ribeiro VQ, Carvalho HWL, Filho JB, Raposo JAA, Alcântara JP, Ramos SRR e Machado CF. 2007. Adaptabilidade e estabilidade produtiva de genótipos de feijão-caupi de porte semi-ereto na Região Nordeste do Brasil. Pesq. Agropec. Bras., Brasília, v.42, n.9, p.1283-1289.

Rocha MM, Filho FRF, Silva KSD e Ribeiro VQ. 2007. Feijão caupi: Biologia Floral. EMBRAPA Meio-Norte. Teresina, PI.

Santana MP, Carvalho CF, Souza C e Morgado LN. 2002. Abelhas (Hymenoptera: Apoidea) visitantes das flores do feijoeiro, Phaseolus vulgarisL., em Lavras e Ijaci – MG. Ciênc. Agrotec. Lavras. V.26, n.6, p.1119-1127.

Santos JI. 2008. Otimização da cadeia produtiva de grãos para o território do médio sertão de alagoas como forma de combate à desertificação. 82 f, monografia (Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Desenvolvimento Sustentável do Semi-Árido), Universidade Federal de Campina Grande – PB, Campina Grande – Paraíba.

Santos JF, Grangeiro JIT, Brito CH e Santos MCC. 2009. A. Produção e componentes produtivos de variedades de feijão caupi na microregião cariri paraibano. Engenharia Ambiental - Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n. 1, p. 214-222.

Silva JAL e Neves JA. 2011. Componentes de produção e suas correlações em genótipos de feijão caupi em cultivo de sequeiro e irrigado. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 3, p. 702-713.

Souza VC e Lorenizi H. 2008. Botânica sistemática: guia ilustrado para identificação de famílias de fenerógamas nativas e exóticas no Brasil, baseado em APG II. 2.ed.; Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum. 704p.

Teófilo EM, Paiva JB e Filho SM. 2001. Polinização artificial em feijão caupi (Vigna unguiculata (L.) Walp. Ciênc. Agrotec. Lavras, v.25, n.1, p.220-223.

Vieira PFSP, Cruz DO, Gomes MFM, Campos LAO e Lima JE. 2010. Valor econômico da polinização por abelhas mamangavas no cultivo do maracujá-amarelo. Revista Ibero americana de Economia Ecológica. Vol. 15p. 43-53.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Como Citar

BARBOSA, M. V.; LOCATELLI DE SOUSA, E. M. Biologia floral, ecologia da polinização e eficiência na produção de sementes de Vigna unguiculata (L.) Walp. em sistemas agrícolas. Gaia Scientia, [S. l.], v. 10, n. 4, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/26684. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Ciências Ambientais