Nota sobre a ocorrência de Amasonia (Lamiaceae) nas restingas do estado do Maranhão

Autores

  • Juliana Silva dos Santos Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Bruna Emanuele Freire Correia Universidade Federal do Maranhão
  • Eduardo Bezerra de Almeida Jr. Universidade Federal do Maranhão

Palavras-chave:

Nordeste, taxonomia, Ajugoideae, distribuição geográfica, vegetação costeira

Resumo

O gênero Amasonia L. f. (Lamiaceae, Ajugoideae) apresenta somente oito espécies e distribuição exclusivamente neotropical. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo tratar da ocorrência de três espécies de Amasonia nas restingas do Maranhão, ampliando a distribuição geográfica, além de apresentar caracteres diagnósticos, comentários e fotografias. Os registros foram baseados em coletas próprias realizadas nas restingas da praia de Itatinga e do Sítio Aguahy, municípios de Alcântara e São José de Ribamar, respectivamente. As espécies A. arborea, A. calycina e A. campestris foram registradas pela primeira vez no litoral maranhense. Estas informações reforçam a importância de estudos florísticos e a necessidade de conservação da vegetação de restinga altamente ameaçada no Maranhão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Silva dos Santos, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Departamento de Biologia, Área Botânica

Bruna Emanuele Freire Correia, Universidade Federal do Maranhão

Departamento de Biologia

Eduardo Bezerra de Almeida Jr., Universidade Federal do Maranhão

Departamento de Biologia

Referências

Almeida Jr EB, Santos-Filho FS, Zickel CS. 2012. Conserving species of the Manilkara spp. threatened with extinction in vegetation fragments in ecotone zones. International Journal of Biodiversity and Conservation, 4(3): 113-117.

Harley RM, Atkins S, Budantsev AL, Cantino PD, Conn BJ, Grayer R, Harley MM, De Kok R, Krestovskaja T, Morales R, Paton AJ, Ryding O, Upson T. 2004. Lamiaceae. In: The Families and Genera of Vascular Plants. K. Kubitzki, J.W. Kadereit, (Ed.). v.7. Springer Verlag, Berlin, p.167-275.

Moldenke HN. 1939. A monograph of the genus Amasonia L. Repertorium Specierum Novarum Regni Vegetabilis, 46(25): 193-228.

Moldenke HN. 1946. Notes on the genus Amasonia I. Phytologia, 2(6): 198-200.

Moldenke HN. 1961. Notes on the genus Amasonia V. Phytologia, 7(6): 338-342.

Moldenke HN. 1978. Notes on the genus Amasonia VII. Phytologia, 40(5): 403-406.

Santos JS, França F, Silva MJ, Sales MF. 2012. Levantamento das espécies de Amasonia (Lamiaceae) para o Brasil. Rodiguésia, 63(4): 1101-1116.

Santos-Filho FS & Zickel CS. 2013. Origem e estrutura da costa e a vegetação de restinga: o caso do litoral do Piauí. In: Biodiversidade do Piauí: pesquisas e perspectivas. FS Santos-Filho, AFCL Soares, EB Almeida Jr. (Ed.). v.2. CRV, Curitiba, p. 7-32.

Steane DA, De Kok RPJ, Olmstead RG. 2004. Phylogenetic relationships between Clerodendrum (Lamiaceae) and other Ajugoid genera inferred from nuclear and chloroplast DNA sequence data. Molecular Phylogenetics and Evolution, 32: 39-45.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2016-09-30

Como Citar

SANTOS, J. S. dos; CORREIA, B. E. F.; ALMEIDA JR., E. B. de. Nota sobre a ocorrência de Amasonia (Lamiaceae) nas restingas do estado do Maranhão. Gaia Scientia, [S. l.], v. 10, n. 4, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/27638. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Ciências Ambientais