A Extração do Látex e a Coleta de sementes em Comunidades da Flona do Tapajós: Bases Empíricas para a Discussão da Racionalidade Ambiental

Autores

  • Rubens Elias Silva
  • Rogério Ribeiro Souza
  • Fernanda Silva Bonfim

Palavras-chave:

Racionalidade Ambiental, Manejo Integrado de Recursos, Sustentabilidade Ambiental, Floresta, Povos Tradicionais

Resumo

Este artigo discute como populações tradicionais que habitam a FLONA do Tapajós, localizada no oeste do Estado do Pará, elaboram atividades produtivas tais como a extração do látex para a produção de artefatos de borracha e a coleta de sementes para a criação de bijuterias de modo a serem tecidas com a maximização de aproveitamento de recursos bióticos com impacto reduzido no meio ambiente circundante. A metodologia empregada deu-se através da observação participante e a aplicação de questionários semi-estruturados. Como os nativos organizam e administram o manejo desses recursos da floresta, de modo a conservá-los para o usufruto comunitário em longo prazo? Entendemos que a estreita relação que os comunitários mediam com a floresta e o rio – vale salientar, pois a pesca é atividade complementar e que permite a obtenção de proteínas para a dieta desses grupos – estimulou o aprimoramento das técnicas de manejo dos recursos aí existentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-25

Como Citar

SILVA, R. E.; SOUZA, R. R.; BONFIM, F. S. A Extração do Látex e a Coleta de sementes em Comunidades da Flona do Tapajós: Bases Empíricas para a Discussão da Racionalidade Ambiental. Gaia Scientia, [S. l.], v. 10, n. 1, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/30363. Acesso em: 21 jan. 2022.