(Anti)retórica em Gonçalves de Magalhães

Palavras-chave: Romantismo, Retórica, Gonçalves de Magalhães

Resumo

O texto com que Gonçalves de Magalhães (1811–1882) apresenta Suspiros Poéticos e Saudades pretendia sintetizar premissas e valores da escola romântica. No entanto, embora o poeta se recusasse a seguir modelos da Antiguidade greco-latina e defendesse a honestidade com que compusera seus versos, tanto o “Prólogo” quanto os poemas do volume propiciam interpretação em chave inversa.

Biografia do Autor

Jean Pierre Chauvin, USP
Leciona "Cultura e Literatura Brasileira", "Prosa de José Saramago", "Romance Distópico" e "O romance policial de Agatha Christie", na ECA. No programa Estudos Comparados, FFLCH-USP, orienta trabalhos relacionados aos séculos XVIII e XIX, sobre literatura e história.

Referências

ABREU, Casimiro José Marques de. As primaveras. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

ALENCAR, José de. Carta Segunda. In: SOUZA, Roberto Acízelo de (org.). Historiografia da literatura brasileira: textos fundadores (1825 – 1888). Rio de Janeiro: Caetés, 2014. p. 90-108, p. 431-440.

BARROS, Roque Spencer Maciel de. A significação educativa do romantismo brasileiro: Gonçalves de Magalhães. São Paulo: Grijalbo; Edusp, 1973.

CARVALHO, Maria do Socorro Fernandes de. Preambulares do livro seiscentista em Portugal e no Brasil. Teresina: Editora Universitária da UFPI; Fapepi, 2009.

CAYUELA, Anne. Le paratexte au Siècle d’Or: prose romanesque, livres et lecteurs en Espagne au XVIIe siècle. Genebra: Droz, 1996. CÉSAR, Guilhermino. Historiadores e críticos do romantismo: 1 – a contribuição europeia: crítica e história literária. São Paulo: Edusp, 1978.

CUNHA, Cilaine Alves. Ativismo neoclássico de Gonçalves Dias. Revista língua e literatura, n. 27, São Paulo: FFLCH-USP, 2003. p. 225-243.

FREIRE, Luís José Junqueira. Obras completas – Tomo II: contradições poéticas. 4a ed. Rio de Janeiro: Garnier, s/d.

GENETTE, Gérard. Paratextos editoriais. 2ª ed. Tradução de Álvaro Faleiros. Cotia: Ateliê, 2018.

GUIMARÃES, Lúcia Maria Paschoal. Debaixo da imediata proteção imperial: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1838-1889). São Paulo: Annablume, 2011.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Prefácio. In: GONÇALVES MAGALHÃES, Domingos José. Suspiros poéticos e saudades. 5a ed. Brasília: Editora da UnB; INL, 1986. p. 13-32.

MAGALHÃES, Domingos José Gonçalves. Suspiros poéticos e saudades. 5a ed. Brasília: Editora da UnB; INL, 1986.

_____. Discurso sobre a História da Literatura do Brasil. In: SOUZA, Roberto Acízelo de (org.). Historiografia da literatura brasileira: textos fundadores (1825 – 1888). Rio de Janeiro: Caetés, 2014. p. 90-108.

PINASSI, Maria Orlanda. Três devotos, uma fé, nenhum milagre. São Paulo: Editora

UNESP, 1998.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. As Barbas do Imperador: D. Pedro II, um monarca nos Trópicos. 2a reimp. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

TAYLOR, Charles. As fontes do self: a construção da identidade moderna. 3ª ed. Tradução de Adail Ubirajara Sobral; Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Edições Loyola, 2011. 41 Revista Graphos, vol. 21, n° 2, 2019 | UFPB/PPGL | ISSN 1516-1536

TEIXEIRA, Ivan. Mecenato pombalino e poesia neoclássica. São Paulo: Edusp, 1999.

TORRES HOMEM, Francisco de Sales. Artigo. In: GONÇALVES MAGALHÃES, Domingos José. Suspiros Poéticos e Saudades. 5a ed. Brasília: Editora da UnB; INL, 1986. p. 33-37.

VARELA, Luís Nicolau Fagundes. Poesias Completas. São Paulo: Edição Saraiva, 1956.

VERÍSSIMO, José. História da Literatura Brasileira. 4a ed. Brasília: Editora da UnB, 1963.

Publicado
2020-01-11
Como Citar
CHAUVIN, J. P. (Anti)retórica em Gonçalves de Magalhães. Revista Graphos, v. 21, n. 2, p. 28-41, 11 jan. 2020.