Migrações, populações negras e representações em Marabá, Sudeste do Pará (1913-1983)

Autores

  • Arilson dos Santos Gomes Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2019v0n40.43765

Palavras-chave:

Migração, Imprensa, Representação, Marabá, Sudeste do Pará.

Resumo

O trabalho busca examinar, por meio dos impressos “O Marabá” e o “Correio do Tocantins”, as representações dos grupos que migraram para a cidade de Marabá de 1913 até 1983. Período em que a narrativa do “pioneirismo” passa a sobrepor a presença de grupos fixados na região. Como destaca Roger Chartier “os dispositivos formais - textuais ou materiais - inscrevem em suas próprias estruturas as expectativas e as competências do público a que visam organizando-se, portanto, a partir de uma representação da diferenciação social” (CHARTIER, 1991, p.186). Diante desta assertiva e a fim de analisar as diferenciações e os sentidos relacionados à migração marabaense analisou-se as fontes. Nos impressos foram interpretados conteúdos elaborados por seus colunistas referentes às representações identitárias dos grupos diversos que compõem o munícipio. As matérias analisadas constituem-se de homenagens aos pioneiros vindos do Sul e do Sudeste a estereótipos relacionados aos grupos indígenas, mestiços e negros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arilson dos Santos Gomes, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Professor dos Cursos de Antropologia e de Humanidades da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) E membro permanente do Mestrado Interdisciplinar em Humanidades (MIH-UNILAB).

Downloads

Publicado

2019-07-06

Como Citar

GOMES, A. dos S. Migrações, populações negras e representações em Marabá, Sudeste do Pará (1913-1983). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 40, p. 196–215, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2019v0n40.43765. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/srh/article/view/43765. Acesso em: 30 maio. 2023.