Perigos internos

espiões paraguaios e insurreições numa investigação da Polícia paulista (1865)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2022v27n47%20(jul./dez.).63754

Palavras-chave:

Guerra do Paraguai, Tranquilidade pública, Polícia, Escravidão

Resumo

Em julho de 1865, o Chefe de Polícia de São Paulo, João José de Andrade Pinto, expôs ao Presidente da Província os resultados de sua investigação sobre uma denúncia de que os paraguaios visavam desestabilizar a campanha brasileira na guerra a partir de dentro, mobilizando os escravos das fazendas paulistas a se insurgirem contra a escravidão. Para investigar o caso, o Chefe de Polícia teve que passar alguns dias em Santos, onde surgiu a denúncia a respeito dos planos paraguaios e em cujo porto esses estrangeiros, então inimigos, desembarcariam. Durante a sua estadia na cidade, ele desempenhou o chamado “expediente fora da capital”, buscando extrair informações localmente e expedir, reservadamente, correspondências e orientações relativas ao fato para os agentes policiais de outras partes da província. O principal objetivo deste trabalho é contribuir para a história da polícia no Brasil ao analisar a condução e as conclusões dessa investigação policial. Considera-se que o episódio ajuda a entender, ao lado da atuação da Polícia paulista, a configuração da instituição policial no Império e o policiamento brasileiro durante o Oitocentos, em tempos de escravidão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Biato de Azevedo, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), onde também realizou o curso de mestrado em História. Desenvolve uma tese sobre a relação entre polícia e escravidão no Brasil do século XIX.

Referências

Fontes

Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP)

Fundo Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), grupo “Secretaria de Polícia da Província”, conjunto “Registro da Correspondência do Chefe de Polícia”, itens: E1496 (1842-1865) - “Correspondência Reservada” e E1481 (1863-1865) - “Registro da Correspondência com a Presidência”; conjunto “Correspondência da Secretaria de Polícia da Província”, item E1575 (1857).

Fundo Secretaria de Governo da Província (SGP), grupo “Administração Geral”, conjunto “Correspondência Reservada”, itens: E0900 (1860-1866) e E0901 (1860-1866); grupo “Administração da Justiça”, conjunto “Correspondência Reservada”, item CO5212 (1848-1862).

Biblioteca Nacional (BN) - Hemeroteca Digital

Correio Paulistano (SP, 1862-1869)

O Despertador (SC, 1863-1883)

Revista Brasileira (RJ, 1861-1979)

Revista Commercial (Santos-SP, 1849-1872)

ANAIS do Senado do Império do Brasil, ano de 1867, Livro 4. Disponível em: https://www.senado.leg.br/publicacoes/anais/asp/IP_AnaisImperio.asp. Acesso em: 17 jun. 2022.

BRASIL. Coleção das Leis do Império do Brasil (1808-1889). Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/legislacao/colecao-anual-de-leis. Acesso em: 20 abr. 2020.

BUENO, José Antônio Pimenta. Apontamentos sobre o Processo Criminal Brasileiro. 2. ed. cor. e aum. Rio de Janeiro: Empresa Nacional do Diário, 1857.

RELATÓRIOS E FALAS dos Presidentes de Província - Pernambuco (1838-1930). Center for Research Libraries. (Brazilian Government Documents). Disponível em: http://ddsnext.crl.edu/titles/180. Acesso em: 20 nov. 2019.

RELATÓRIOS E FALAS dos Presidentes de Província - São Paulo (1838-1930). Center for Research Libraries. (Brazilian Government Documents). Disponível em: http://ddsnext.crl.edu/titles/186. Acesso em: 20 nov. 2019.

RELATÓRIOS MINISTERIAIS - Justiça (1825-1928). Center for Research Libraries. (Brazilian Government Documents). Disponível em: http://ddsnext.crl.edu/titles/107. Acesso em: 20 nov. 2019.

Bibliografia

ALVES, Alexandre. A imprensa na cidade de Santos: 1849-1930. Projeto História, v. 35, p. 39-62, 2007.

ASSIS, Patrícia Marciano de. Administrando a (in)segurança: experiências de conflito e negociação da chefatura de polícia na sociedade oitocentista cearense. Tese (Doutorado em História). Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2021.

BARMAN, Roderick J. Imperador cidadão. Trad. Sonia Midori Yamamoto. São Paulo: Editora UNESP, 2012.

BRETAS, Marcos Luiz; ROSEMBERG, André. A história da polícia no Brasil: balanço e perspectivas. Topoi, v. 14, n. 26. p. 162-173, 2013.

CAMARGO, Luís Fernando Prestes. 1848: o grande medo senhorial: o papel da insurgência escrava na abolição do tráfico africano. Dissertação (Mestrado em História). Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2013.

CONRAD, Robert. Os últimos anos da escravatura no Brasil: 1850-1888. 2a. ed. Trad. Fernando de Castro Ferro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

COSER, Ivo. Visconde do Uruguai – centralização e federalismo no Brasil (1823-1866). Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, 2008.

COSTA, Adrielli de Souza. Luiz Gama: uma perspectiva do Brasil oitocentista (1848-1882). Dissertação (Mestrado em História). Franca: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, 2018.

DANTAS, Monica Duarte. Dos Statutes ao Código Brasileiro de 1830: o levante de escravos como crime de insurreição. Rev. IHGB, Rio de Janeiro, a. 172, v. 452, p. 273-309, 2011.

DORATIOTO, Francisco Fernando Monteoliva. Maldita guerra: nova história da Guerra do Paraguai. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

FARIA, Regina Helena Martins de. Em nome da ordem: a constituição dos aparatos policiais no universo luso-brasileiro (sécs. XVIII-XIX). Tese (Doutorado em História). Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2007.

GRADEN, Dale T. An act ‘Even of Public Security’: slave resistance, social tensions, and the end of the international slave trade to Brazil, 1835-1856. The Hispanic American Historical Review, v. 76, n. 2, p. 249-282, 1996.

HOLLOWAY, Thomas H. Polícia no Rio de Janeiro: repressão e resistência numa cidade do século XIX. Rio de Janeiro: FGV, 1997.

MACHADO, Maria H. P. Toledo. O Plano e o pânico: os movimentos sociais na década da abolição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; São Paulo: EDUSP, 1994.

MELO, Clemilton da Silva. Chefatura de Polícia no Ceará (1841-1870). Fortaleza: RDSEd, 2011.

MEMÓRIA Política de Santa Catarina – Biografias. Disponível em: https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1220-Joao_Jose_de_Andrade_Pinto . Acesso em: 19 jun. 2022.

NAPOLI, Paolo. Naissance de la police moderne. Pouvoir, normes, société. Paris: La Découverte, 2003.

QUEIROZ, Suely Robles Reis de. Escravidão negra em São Paulo: um estudo das tensões provocadas pelo escravismo no século XIX. Rio de Janeiro: José Olympio, 1977.

REIS, João José; GOMES, Flávio dos Santos Gomes (orgs.). Revoltas escravas no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2021.

REIS, João José. Rebelião escrava no Brasil: a história do levante dos malês em 1835. 3a ed. rev. e ampl. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

RODRIGUES, José Honório. O Centenário da Morte de Pimenta Bueno, 1803-1878. Revista de História de América, n. 87, p. 183-199, 1979.

SÃO VICENTE, José Antônio Pimenta Bueno, marquês de (1803-1878). José Antônio Pimenta Bueno, marquês de São Vicente. Org. e intro. Eduardo Kugelmas. São Paulo: Ed. 34, 2002.

SILVA, Wellington Barbosa. Entre a liturgia e o salário: a formação dos aparatos policiais no Recife do século XIX (1830-1850). Jundiaí: Paco Editorial, 2014.

VIEIRA, Hermes; SILVA, Oswaldo. História da Polícia Civil de São Paulo. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1955.

WEIMER, Gregory K. Policing Slavery: Order and the development of Early Nineteenth-Century New Orleans and Salvador. Ph.D. Dissertation (Doctorate in Philosophy in History). Florida: Florida International University, 2015.

Downloads

Publicado

2023-02-25

Como Citar

AZEVEDO, L. B. de. Perigos internos: espiões paraguaios e insurreições numa investigação da Polícia paulista (1865). Saeculum, [S. l.], v. 27, n. 47 (jul./dez.), p. 222–239, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2022v27n47 (jul./dez.).63754. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/srh/article/view/63754. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê História da Polícia no Brasil