Reflexões antropológicas sobre a extensão

o projeto de realização do 18º Congresso Mundial da IUAES na UFSC

  • Simone Lira da Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Miriam Pillar Grossi Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Luiza Scheren Universidade Federal de Santa Catarina
  • Caroline Amábile Vale dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Gabriela Alano Tertuliano Universidade Federal de Santa Catarina
  • Filipe Tchinene Calueio Universidade Regional de Blumenau

Resumo

Este artigo reflete sobre o potencial pedagógico que projetos de extensão oferecem à aprendizagem da Antropologia em espaços fora da sala de aula. Neste trabalho, apresentamos o projeto de extensão “Apoio e realização do 18º Congresso Mundial da IUAES (International Union of Anthropological and Ethnological Sciences)”, realizado na Universidade Federal de Santa Catarina entre 16 e 20 de julho de 2018 em Florianópolis, coordenado pela professora Miriam Pillar Grossi. O objetivo do projeto era proporcionar apoio às atividades relativas à organização do referido congresso e formar estudantes na organização de eventos bem como inseri-los de forma diferenciada no campo de saber das ciências humanas e sociais, mais especificamente da Antropologia. Refletimos neste artigo sobre o potencial pedagógico desta ação de extensão, trazendo relatos das experiências de aprendizado de nossa equipe multidisciplinar (composta por estudantes dos cursos de graduação em Antropologia, Ciências Sociais, Relações Internacionais, Letras e Museologia).

Biografia do Autor

Simone Lira da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora Substituta departamento de antropologia UFSC.

Miriam Pillar Grossi, Universidade Federal de Santa Catarina

Profa Dra Miriam Pillar Grossi, Professora Titular do Departamento de Antropologia da UFSC, Bolsista 1 B CNPq, Presidenta ANPOCS (gestão 2019/2020), Coordenadora geral do Instituto de Estudos de Gênero (IEG - UFSC), Coordenadora do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS-UFSC)

Maria Luiza Scheren, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Antropologia – UFSC

Caroline Amábile Vale dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Relações Internacionais -UFSC

Gabriela Alano Tertuliano, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Ciências Sociais – UFSC

Filipe Tchinene Calueio, Universidade Regional de Blumenau

graduado em teologia e graduado em segurança do trabalho (Uniasselvi 2018), graduado em Relações internacionais (UFSC 2019), e Mestrando em Desenvolvimento Regional FURB.

Referências

ALMEIDA, Elizabeth Guzzo de. APRENDIZAGEM SITUADA. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, [s.l.], v. 7, n. 1, 31 jul. 2014. Quadrimestral. Faculdade de Letras da UFMG. http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.7.1.177-184. Disponível em: <http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/6097>. Acesso em: 08 out. 2018.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação.São Paulo: Editora Moderna, 2010.

BECKER, Fernando. REEDUCAÇÃO E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. Disponível em: http//tudosobre.com/concursos/3/BECKER,%20Fernando%20-%20Educa%C3%A7ao%20e%Construção%20do%Conhecimento.pdf Acesso: 1/10/2018.

CLIFFORD, James. A experiência Etnográfica: antropologia e literatura no século XX. rio de Janeiro: editora UFRJ, 2011.

DYPE SOLUÇÕES. Dispónível em: https://www.dype.com.br/. Acessado em: 05/11/2018.

GEEMPA. Aula-entrevista: caracterização do processo rumo à leitura e à escrita. Porto Alegre: GEEMPA, 2010.

GUDOLLE, Lucas Socoloski; ANTONELLO, Claudia Simone; FLACH, Leonardo. Aprendizagem situada, participação e legitimidade nas práticas de trabalho.in. Ram. Revista de Administração Mackenzie, [s.l.], v. 13, n. 1, p.14-39, fev. 2012. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1678-69712012000100002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1678-69712012000100002&script=sci_abstract&tlng=pt>, acesso em: 08 out. 2018.

GRUPO DE ESTUDOS SOBRE EDUCAÇÃO, METODOLOGIA DA PESQUISA E AÇÃO. Disponível em https://geempa.com.br/. Acessado em 15/10/2018.

HARRISON, Faye. Theorizing in ex-centricsites. In. Anthropological Theory. Vol. 16(2–3) 160–176, 2016.

INGOLD, Tim. “Chega de etnografia! A educação da atenção como propósito da antropologia”. Educação (Porto Alegre), v. 39, n.3, 2016, pp. 404-411

INGOLD, Timothy. Da transmissão de representações à educação da atenção. In. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 1, p.6-25, abr. 2010.

INTERNATIONAL UNION OF ANTHROPOLOGICAL AND ETHNOLOGICAL SCIENCES. IUAES. Disponível em https://iuaes.org/index.html, acessado em 22/10/2018.

JUNGES, Márcia e FACHIN, Patricia. O método pòs-construtivista. In. Revista do Instituto Humanitas UNISINOS. Online, edição 281, 10 novembro de 2008. Disponível em: http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2304&, acessado em: 04/11/2018.

LAVE, Jean. WENGER, Etienne. Aprendizaje Situado. Participación Periférica Legítima. Nova York: Cambridge University Press, 1991.

PEIRANO, Mariza. Etnografia não é método. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 20, n. 42, p. 377-391, jul./dez. 2014.

RAMOS, Leonardo de Miranda. Outros olhares sobre a história da antropologia: experiẽncias pedagógicas de formação na preparação do 18th IUAES World Congress. Trabalho aceito no GT 54 Políticas, etnografias e campos da extensão universitária na antropologia brasileira, coordenado por Luciana de Oliveira Chianca (UFPB), na 31ª Reunião Brasileira de Antropologia, realizada entre os dias 09 e 12 de dezembro de 2018, Brasília/DF (no prelo).

RIBEIRO, Gustavo Lins & ESCOBAR, Artur (orgs.). Antropologias Mundiais: transformações da disciplina em sistemas de poder. Brasília: Editora UnB, 2012.

SARDENBERG, Ronaldo Mota. O Brasil e as Nações Unidas. Brasília,Ed.ideal, 2013.

SECRETARIA 18th IUAES World Congress. Registration Tutorial for 18° IUAES World Congress Brasil. Disponível in: https://www.youtube.com/watch?v=4IMmwC1JWas&t=11s . Acessado em: 05/11/2018.

SECRETARIA 18th IUAES World Congress. IUAES 2018 - Where are the submission forms? Disponível in: https://www.youtube.com/watch?v=bnieIqAy0H8 . Acessado em: 05/11/2018.

SNYDERS,Georges. Pedagogia Progressista. Paris, Presses Universitaires de France,1971.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Disponível em: http://estrutura.ufsc.br/, acesso em 22/10/2018.

th IUAES World Congress Secretariat web page. Orientations and Contacts for Embassies Dispónível em: https://www.iuaes2018.org/conteudo/view?ID_CONTEUDO=599. Acessado em: 05/11/2018.

Publicado
2020-03-06
Seção
Dossiê Campos de extensão universitária na antropologia brasileira