AS CARTAS À PROBA E À JULIANA: RELAÇÕES DE GÊNERO NOS ESCRITOS AGOSTINIANOS

Autores

  • Valéria F. da SILVA
  • Marcelo P. LIMA

Resumo

A obra de Agostinho abarca uma numerosa rede discursiva sobre diversos temas. A problemática da viuvez e da virgindade, por exemplo, constituiu um dos mais marcantes aspectos de suas proposições sobre as relações de gênero na passagem do século IV para o V. Por isso, gostaríamos de investigar como as configurações de gênero se fazem presentes nas representações sociais do feminino em Agostinho. Para isso, desejamos concentrar nossa atenção sobre as cartas agostinianas dirigidas à Proba e à Juliana e as diretrizes de vivência cristã propostas às mulheres por um dos mais importantes Padres da Igreja. Ambas as figuras históricas pertenciam às famílias aristocráticas do período e mantiveram um diálogo promissor sobre as formas de se significar e experimentar na época a vida religiosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-20

Como Citar

SILVA, V. F. da; LIMA, M. P. AS CARTAS À PROBA E À JULIANA: RELAÇÕES DE GÊNERO NOS ESCRITOS AGOSTINIANOS. Revista Ártemis, [S. l.], n. 11, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/10686. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos