“Lesbos”, animot, mulheres e animais: os outros in(con)formados

Autores

  • Andreia A. Marin

Resumo

O foco do presente texto é uma tentativa de aproximação entre os conceitos de mulher e de animal, explorando uma base comum a ambos: a dupla destinação - orgânica e mística -, pela qual se impõem forças de contenção, sempre a partir de uma autoreferência antropocêntrica e androcêntrica. As ideias apresentadas passam pelos seguintes pontos: o distanciamento entre corpo e razão; a distinção análoga entre devir orgânico e existência; o duplo natureza-sagrado. A escrita é composta com fragmentos da poética de Safo, com a filosofia de Beauvoir e com as provocações contemporâneas de Agamben, Derrida e Foucault. Lesbos, a experiência sáfica, e Animot, o termo provocativo de Derrida, são sugeridos como espaços de escape das forças comuns de contenção da mulher e do animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-21

Como Citar

A. MARIN, A. “Lesbos”, animot, mulheres e animais: os outros in(con)formados. Revista Ártemis, [S. l.], v. 20, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/27049. Acesso em: 21 fev. 2024.