“Educação e docência”: um estudo sobre as relações de gênero e diversidade na escola

  • Fabiane Maria Silva Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A escola deve permitir o incremento do pensamento crítico a partir da compreensão sobre as diferenças corporais e sexuais que culturalmente se cria na sociedade, possuindo papel fundamental na desmistificação destas diferenças, além de ser um importante instrumento na construção de valores e atitudes, que permitam um olhar mais crítico e reflexivo sobre as identidades de gênero e sexual. Assim, esse estudo analisou as práticas educativas na educação e buscou responder de que forma os docentes têm contribuído para a desmistificação de diferenças socialmente construídas no que tange às relações de gênero. A coleta de dados se deu mediante pesquisa bibliográfica, através de levantamento de referências teóricas já analisadas e publicadas.

Biografia do Autor

Fabiane Maria Silva, Universidade Federal de Minas Gerais
Assistente Social formada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, no ano de 2007. Pós-Graduada em Atendimento Integral à Família pela Universidade Veiga de Almeida - UVA/RJ (2010) e Pós-Graduada em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça pela Universidade Federal de Viçosa - UFV (2016). Tem experiências acadêmicas e profissionais relacionadas a trabalhos comunitários, Famílias e Projetos Sociais, Habitação, Questão Social, Gênero e Raça, Ética, Política Pública de Assistência Social e Recursos Humanos. Atualmente trabalha como Assistente Social na Divisão de Acompanhamento Funcional do Departamento de Recursos Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais.
Publicado
2016-12-27
Como Citar
SILVA, F. M. “Educação e docência”: um estudo sobre as relações de gênero e diversidade na escola. Revista Ártemis, v. 22, n. 1, 27 dez. 2016.
Seção
Dossiê: Gêneros e sexualidades