Análise das metodologias de intervenção psicossocial em grupo de homens autores de violência conjugal

  • André Luiz Machado das Neves
  • Fabiane Aguiar Silva
  • Iolete Ribeiro Silva
  • Thiago Silva dos Santos
  • Fernanda Priscilla Pereira Calegare Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas

Resumo

Mediante o fenômeno da violência contra a mulher e as prerrogativas da Lei Maria da Penha (Lei no 11.340), este artigo teve como objetivo analisar os documentos que relatam as metodologias de intervenção social da Psicologia e Serviço Social no projeto de extensão “Educação e Atenção Psicossocial a Homens Autores de Violência Conjugal” em Manaus, Amazonas. Trata-se de Pesquisa Documental, com enfoque qualitativo. Os resultados apontaram que as metodologias foram consideradas inovadoras na região norte, ao contemplarem as relações socioculturais, utilizarem a linguagem como principal instrumento de dialogicidade e responsabilização, potencializarem o cuidado de si e do outro na conjugalidade e apresentarem uma alternativa de assistência. Concluiu-se que as metodologias de intervenção oportunizaram a reflexão das práticas sociais e do fazer profissional, considerando a complexidade e dinamicidade do fenômeno psicossocial.
Publicado
2017-08-21
Como Citar
NEVES, A. L. M. DAS; SILVA, F. A.; SILVA, I. R.; SANTOS, T. S. DOS; CALEGARE, F. P. P. Análise das metodologias de intervenção psicossocial em grupo de homens autores de violência conjugal. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, v. 23, n. 1, 21 ago. 2017.
Seção
Crise de paradigmas tradicionais: masculinidades oscilantes, novos conceitos