Plantas medicinais no tratamento das enfermidades femininas, na obra “Desenganos para a medicina” de Gabriel Grisley (1656)

Autores

  • Argus Vasconcelos de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2017v23n1.35791

Resumo

É objetivo do presente trabalho apresentar as plantas medicinais usadas no tratamento das enfermidades femininas na obra do médico alemão Gabriel Grisley, com os tratamentos e indicações do autor, bem como suas identificações botânicas. Muitas dessas plantas, vindas da Europa, tem amplo uso atual na fitoterapia popular brasileira. Apresentamos também um histórico sobre as concepções médicas centradas nas alterações do útero, chamado na época de “matriz” ou “madre”, que segundo os autores médicos da época, seria o órgão responsável pela maior parte dos problemas reprodutivos e da sexualidade das mulheres, abordados com profundo caráter misógino, desde a antiguidade até o século XVII, bem como é apresentada uma análise sobre o protagonismo da mulheres como fundadoras das atividades agrícolas e no seu conhecimento sobre as plantas na pré-história.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-21

Como Citar

ALMEIDA, A. V. de. Plantas medicinais no tratamento das enfermidades femininas, na obra “Desenganos para a medicina” de Gabriel Grisley (1656). Revista Ártemis, [S. l.], v. 23, n. 1, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2017v23n1.35791. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/35791. Acesso em: 19 set. 2021.