Culpabilização da mulher: a perspectiva de policiais de uma delegacia especializada no atendimento à mulher

Autores

  • Lorena Rodrigues de Jesus
  • Rita de Cássia Cronemberg Sobral

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2017v23n1.35799

Resumo

Esta pesquisa trata da violência doméstica e familiar contra a mulher, e teve como objetivo geral verificar como os policiais responsáveis pelo atendimento às mulheres compreendem tal fenômeno. O estudo foi realizado na Delegacia Especializada da Mulher - Centro de Teresina - PI. Caracteriza-se como pesquisa qualitativa, com caráter descritivo-exploratório, utilizando a entrevista semiestruturada como técnica de coleta de dados. Os resultados indicaram a presença de discursos machistas e de culpabilização às mulheres diante da violência sofrida, a falta de qualificação dos sujeitos da pesquisa, o pouco conhecimento sobre a Lei Maria da Penha e o descrédito em relação à mesma, tornaram-se preponderantes para o questionamento da qualidade no atendimento, contrariando o que está proposto na Lei específica. Verificou-se a necessidade de capacitação continuada dos profissionais que prestam atendimento às mulheres, no que diz respeito às questões de gênero e à compreensão da violência contra a mulher como violação dos diretos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-21

Como Citar

JESUS, L. R. de; SOBRAL, R. de C. C. Culpabilização da mulher: a perspectiva de policiais de uma delegacia especializada no atendimento à mulher. Revista Ártemis, [S. l.], v. 23, n. 1, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2017v23n1.35799. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/35799. Acesso em: 19 set. 2021.