Corpos e papéis sociais no Brasil no início do séc. XX

  • João Barros Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
  • Isadora Luiza Francisca Alves Flores Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Resumo

O objetivo do presente texto é reunir alguns argumentos sobre a produção de corpos femininos e sua relação com o desempenho de papeis sociais no período compreendido entre a segunda metade do séc. XVIII e início XX. Mais especificamente arrolaremos argumentos de Michel Foucault sobre a produção científica sobre o corpo da mulher a partir do séc. XVIII. Para tanto, a estratégia de histerização do corpo da mulher será nosso principal ponto de reflexão. Em um segundo momento, trataremos de ver como um grupo de intelectuais brasileiras tem refletido sobre a produção desses corpos e sua relação com o desempenho de papeis sociais em nosso contexto até o início do séc. XX.

Biografia do Autor

João Barros, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
Professor da Unila, Doutor em Filosofia e Ciências Sociais
Publicado
2019-07-11
Seção
Artigos