Midiativismo à brasileira:

apontamentos sobre sujeito e poder

  • Denise Anzorena Simeão Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)
  • Maria de Fátima Silva Amarante Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)
Palavras-chave: Midiativismo, Sujeito, Identidade, Narrativa, Mídia Ninja

Resumo

O presente artigo trata do processo de constituir-se sujeito no capitalismo pós-industrial, da questão da(s) identidade(s) e das formas como essas se articulam nos processos de relação com os poderes, a partir da perspectiva do sujeito ético (Foucault) e do sujeito pessoal (Touraine) e da noção de multidão (Negri). Seu objetivo é delinear aspectos dos modos de subjetivação, identidades e autoria nos movimentos sociais contemporâneos e de seus correlatos nas mídias sociais, apoiando-se nas experiências de mobilizações brasileiras ocorridas em junho de 2013 e no coletivo midiativista Mídia Ninja. Para tanto, realiza análise de narrativas midiáticas, considerando condições de produção e materialidade discursiva, de modo a melhor compreender o sujeito e as relações de poder no midiativismo brasileiro.

Biografia do Autor

Denise Anzorena Simeão, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)

Graduada em Comunicação Social - UFRGS e Mestra em Linguagem, Mídia e Arte - PUC Campinas. 

Maria de Fátima Silva Amarante, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)

Professora e pesquisadora do quadro permanente do Programa de Pós-graduação em “Linguagens, Mídia e Arte” do Centro de Linguagem e Comunicação da PUC-Campinas.

Referências

ALVIM, Moreira Davis. Foucault e o primado das resistências. Cadernos De Ética e Filosofia Política - USP, (2012), p. 22-30.

ARANTES, Paulo Eduardo. O Novo Tempo do Mundo e outros estudos sobre a era da emergência. São Paulo: Boitempo, 2014.

BENTES, Ivana. Mídia-Multidão: estéticas da comunicação e biopolíticas. Rio de Janeiro: Mauad X, 2015.

CORACINI, Maria José R. F. A Celebração do Outro na Constituição da Identidade. Organon (UFRGS), Porto Alegre, v. 17, 2003, p. 201-220.

DOWNING, John D. H. Mídia radical: rebeldia nas comunicações e movimentos sociais. 2. ed. Trad. Silvana Vieira. São Paulo: Editora Senac, 2004.

FOUCAULT, Michel. Poder e Saber (1977). In: FOUCAULT, Michel. Estratégia, Poder-Saber: Ditos e escritos IV. Trad. Vera Lucia Avellar Ribeiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006a, p. 223-240.

FOUCAULT, Michel. Diálogo sobre o Poder (1978). In: FOUCAULT, Michel. Estratégia, Poder- Saber: Ditos e escritos IV. Trad. Vera Lucia Avellar Ribeiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006b, p.253-266.

FOUCAULT, Michel. A Hermenêutica do Sujeito: Curso dado no Collège de France (1981-1982). 2. ed. Trad. Márcio Alves Fonseca; Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2006c.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor? Trad. António F. Cascais e Eduardo Cordeiro. 6ª ed. Lisboa: Nova Vega, 2006d.

FOUCAULT, Michel. O Sujeito e o Poder. In: DREYFUS, H.; RABINOW, P. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Trad. Vera Porto Carrero. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995, p. 231-249.

GREGOLIN, Maria do Rosario. Análise do discurso e mídia: a (re)produção de identidades. Comunicação, mídia e consumo, São Paulo, v. 4, n. 11, 2007, p. 11-25.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 11. ed. Rio de Janeiro. Janeiro: DP&A, 2006.

MASON, Paul. Pós-capitalismo: Um guia para o nosso futuro. Trad. José Geraldo Couto. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

NEGRI, Antonio. Para uma definição ontológica da Multidão. Lugar Comum: Estudos de mídia, cultura e democracia, Rio de Janeiro (UFRJ), n. 19-20, 2004, p. 15-26.

NEGRI, Antonio. La fábrica de porcelana: Una nueva gramática de la política. Trad. Susana Lauro. Barcelona: Ediciones Paidós Ibérica, 2008.

PELBART, P. Biopolítica. Sala Preta, n 7, p. 57-66. 2007

TOURAINE, Alain. Um novo paradigma: para compreender o mundo de hoje. Tradução de Gentil Avelino Titton. Petrópolis: Vozes, 2006.

TOURAINE, Alain. A sociologia pública e o fim da sociedade. Caderno CRH, Salvador, v. 22, n. 56, p. 245-254, 2009.

Publicado
2020-12-18
Como Citar
SIMEÃO, D. A.; AMARANTE, M. DE F. S. Midiativismo à brasileira:. Culturas Midiáticas, v. 13, n. 2, p. 223-241, 18 dez. 2020.
Seção
Comunicação e Identidade