O mercado brasileiro na era do streaming:

original Globoplay no novo ecossistema midiático audiovisual

  • Marcos Meigre Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Simone Rocha Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Original Globoplay, Análise do meio, Televisão distribuída por internet

Resumo

Investigamos o surgimento de Globoplay tomando por base sua primeira produção original, Além da Ilha. Numa análise do meio como aporte central, tomamos a noção de TV distribuída por internet como norteador teórico e traçamos um percurso pautado na poética televisual como metodologia, destacando elementos da narrativa, televisualidade e indicadores culturais. Entendemos que Globoplay materializa um híbrido entre as influências do modelo linear de TV e as potencialidades levantadas pelo streaming.

Biografia do Autor

Marcos Meigre, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutorando e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG. Jornalista graduado pela UFV. Membro do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura em Televisualidades (COMCULT/UFMG).

Simone Rocha, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ,  professora associada da UFMG e líder do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura em Televisualidades/COMCULT.

Referências

ALBUQUERQUE, Danilo Mecenas Silva. Plataformas de TV online: um estudo de caso de Globoplay. Dissertação (Mestrado em Imagem e Som) - Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som. Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. São Carlos, 2020.

ALÉM DA ILHA. Andrea Batitucci e Rosana Hermann. Rio de Janeiro, Produtora Floresta, Multishow e Globoplay, distribuída por Globoplay. Direção de César Rodrigues. 2018. 10 episódios, som, cor.

ANTONIUTTI, Cleide Luciane. Globoplay: um estudo sobre a plataforma de Video on Demand da Rede Globo. Paulus - Revista de Comunicação da FAPCOM, São Paulo, v.3, n.6, pp. 105-119, 2019.

AUTOR, 2019.

AUTOR, 2020.

BALADRON, Mariela; RIVERO, Ezequiel. Video on Demand Services in Latin America: Trends and Challenges towards access, concentration and regulation. Journal of Digital Media & Policy, Londres, v.10, n.1, pp. 109-126, 2019.

BURROUGHS, B. “House of Netflix: streaming media and digital lore”. Journal Popular Communication, Londres, v.17, pp. 1-17, 2018.

BUTLER, Jeremy. Television Style. New York: Routledge, 2010.

CALABRESE, Omar. A idade neobarroca. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

CAPOANO, Edson. Globo Play: comodidade e mobilidade como novos conceitos de valor para maior TV do Brasil. Anais… Congresso Internacional Comunicação e Consumo - COMUNICON, Escola Superior de Publicidade e Marketing, São Paulo, 13 a 15 de outubro de 2016.

COSTA, Maria Cristina Castilho. A milésima segunda noite. São Paulo: Annablume, 2000.

EDE, Esther Van. Gaps and Recaps: Exploring the Binge‐Published Television Serial. Holanda: Utrecht University, 2015.

JOHNSON, Catherine. Online TV, Video-On-Demand and the Challenges of Producing, Distributing and Delivering Television in the Internet Era. Conferência. In: III Jornada Internacional GEMInIS, 28 ago. 2018, São Paulo.

JOHNSON, Catherine. Online TV. New York: Routledge, 2019.

JENNER, Mareike. Netflix and the Re-Invention of Television. Cambridge: Palgrave Macmillan, 2018.

LADEIRA, João Martins. Negócios de audiovisual na internet: uma comparação entre Netflix, Hulu e iTunes-Apple-TV. Contracampo, Niterói, v.26, n.1, pp. 145-162, 2013.

LOBATO, Ramon. Netflix nations: the geography of digital distribution. New York: New York University Press, 2019.

LOTZ, Amanda. Portals: a Treatise on Internet-Distributed Television. Michigan: University of Michigan Library, 2017.

MASSAROLO, João Carlos; MESQUITA, Dario. Vídeo sob demanda: uma nova plataforma televisiva. Anais.... XXV Encontro Anual da Compós, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 7-10 de junho 2016.

MASSAROLO, João Carlos; MESQUITA, Dario. Fluxos sob demanda nas plataformas televisivas: um estudo do Globoplay. Anais... XXVI Encontro Nacional da Compós, Faculdade Cásper Líbero, São Paulo, 2017.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Trad. Ronaldo Polito, Sérgio Alcides. 7. ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2013.

MITCHELL, William John Thomas. “No existen medios visuales”. In Estudios Visuales: La Epistemología de la Visualidad en la Era de la Globalización. José Luis Brea (ed.). Madrid: Ediciones Akal, 2005.

MITCHELL, William John Thomas. Teoría de la imagen: ensayos sobre representación verbal y visual. Trad. Yaiza Hernández Velázquez. Madrid: Ediciones Akal, 2009.

MONTES, Wagner Silva. Over the top: o consumo audiovisual em softwares culturais. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

MUNGIOLI, Maria Cristina Palma; IKEDA, Flavia Suzue; PENNER, Tomaz Affonso. Estratégias de streaming de séries brasileiras na plataforma Globoplay no período de 2016 a 2018. Revista GEMInIS, São Carlos, v. 9, n. 3, pp.52-63, 2018.

RICOEUR. Paul. Tiempo y narración I. México y Buenos Aires: Siglo XXI editores, 2004.

ROSSINI, Miriam de Souza; RENNER, Aline Gabrielle. G. Nova cultura visual? Netflix e a mudança no processo de produção, distribuição e consumo do audiovisual. Anais… XXXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Intercom, Rio de Janeiro, 4-7 de setembro de 2015.

SANTOS NETO, Valdemir Soares dos; STRASSBURGER, Damaris. O reposicionamento do Globoplay: um estudo de caso sobre a reconfiguração de identidade da plataforma de streaming da Rede Globo. Revista Temática, João Pessoa, v.15, n. 6, pp.112-130, 2019.

SCOLARI, Carlos Alberto. Transmedia storytelling: Implicit Consumers, Narrative Worlds, and Branding in Contemporary Media Production. International Journal of Communication, v. 3, n.3, pp. 586-606, 2009.

SIRI, Laura. El rol de Netflix en el ecosistema de medios y telecomunicaciones: el fin de la televisión y del cine? Hipertexto, Buenos Aires, v. 4, n. 5, pp. 1-64, 2016.

SHARMA, Romil Anand. The Netflix effect: impacts of the streaming model on television storytelling. Middletown: Wesleyan University, 2016.

SMITH-ROWSEY, Daniel. Imaginative Indices and Deceptive Domanis: How Netflix’s Categories and Genres Redefine the Long Tail. In: MCDONALD, Kevin; SMITH-ROWSEY, Daniel. (orgs). The Netflix Effect: Technology and Entertainment in the 21st Century. New York: Bloomsbury, 2016, pp. 45-55.

TUÑON, Jorge; GAMBARI, Agnese. El Pelotazo de Netflix: claves de un éxito mundial. Harvard Deusto Business Review, Harvard, n.295, pp. 70-82, 2019.

VIEIRA, Amanda Veronesi; MURTA, Cíntia Maria Gomes. Globo play: a plataforma da rede globo. Revista GEMInIS, São Carlos, v. 8, n. 2, pp.31-47, 2017.

WILLIAMS, Raymond. Televisão: Tecnologia e forma cultural. São Paulo: Boitempo; Belo Horizonte: Editora Puc Minas, 2016.
Publicado
2020-12-17
Como Citar
MEIGRE, M.; ROCHA, S. M. O mercado brasileiro na era do streaming:. Culturas Midiáticas, v. 13, n. 2, p. 134-152, 17 dez. 2020.
Seção
Comunicação e Cultura Digital