Entre a militância e a fabricação

uma análise de redes fakes de apoio a Bolsonaro e Moro

Autores

  • Marcelo Alves dos Santos Junior PUC-RIO

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2763-9398.2023v18n.63693

Palavras-chave:

Comunicação Política, Desinformação, Redes, Articulação, Anonimização

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar empiricamente a amplificação de discursos políticos por perfis de fachada. Para isso, o texto dialoga com o marco teórico da desinformação, particularmente os estudos aplicados que buscam identificar táticas de coordenação de atividade inautêntica e articulação de redes fabricadas para impulsionar figuras políticas no Facebook. Os dados são compostos por uma amostra de 22 fan-pages e 33.157 publicações realizadas entre 2013 e 2018 no Facebook; das quais 15 apoiadoras de Bolsonaro e sete de Moro. Os procedimentos metodológicos combinam análise de redes sociais e mineração textual para apontar os laços de ligação entre as páginas, a sistematização das repostagens, a rede semântica de hashtags e as citações aos personagens políticos. O principal achado é uma rede de páginas que atuam como apoiadoras, câmara de eco e amplificadoras de lideranças de extrema-direita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL, Adriana; SANTOS, Dierli. Fakes no twitter e apropriações identitárias: contribuições metodológicas para a coleta e análise de perfis. Contemporanea-Revista de Comunicação e Cultura, v. 10, n. 3, p. 642-667, 2012.

BENNETT, W. Lance; LIVINGSTON, Steven. The disinformation order: Disruptive communication and the decline of democratic institutions. European journal of communication, v. 33, n. 2, p. 122-139, 2018.

BECKER, Amy B. Humiliate my enemies or mock my friends? Applying disposition theory of humor to the study of political parody appreciation and attitudes toward candidates. Human Communication Research, v. 40, n. 2, p. 137-160, 2014.

BENOIT, K., WATANABE, K., WANG, H., NULTY, P., OBENG, A., MÜLLER, S., & MATSUO, A. quanteda: An R package for the quantitative analysis of textual data. Journal of Open Source Software, v. 3, n. 30, p. 774, 2018.

CESARINO, Letícia. Como vencer uma eleição sem sair de casa: a ascensão do populismo digital no Brasil. Internet & Sociedade, v. 1, n. 1, p. 91-120, 2020.

CHAGAS, V.; MODESTO, M.; MAGALHÃES, D. O Brasil vai virar Venezuela: medo, memes e enquadramentos emocionais no WhatsApp pró-Bolsonaro. ESFERAS, p. 1, 2019.

DOS SANTOS, João Guilherme Bastos et al. WhatsApp, política mobile e desinformação: a hidra nas eleições presidenciais de 2018. Comunicação & Sociedade, v. 41, n. 2, p. 307-334, 2019.

GRAHAM, T., BRUNS, A., ZHU, G., & CAMPBELL, R. Like a virus: The coordinated spread of coronavirus disinformation. Report commissioned for the Centre for Responsible Technology, 2020. Disponível em: https://apo.org.au/sites/default/files/resource-files/2020-06/apo-nid305864.pdf

JING, Tsai Yi. Bolsolixo versus Malddad: o uso dos memes para campanha negativa apócrifa no Twitter nas eleições de 2018. Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense, 131 fs., 2021.

HIGHFIELD, Tim. News via Voldemort: Parody accounts in topical discussions on Twitter. New media & society, v. 18, n. 9, p. 2028-2045, 2016.

MACHADO, C.; KONOPACKI, M. Poder Computacional: Automação no uso do WhatsApp nas Eleições. Disponível em: https://feed.itsrio.org/poder-computacional-automação-no-uso-do-whatsapp-nas-eleições-e969746d231f. Acesso em: 1 mar. 2019.

ONG, Jonathan Corpus; CABAÑES, Jason Vincent A. Architects of networked disinformation: Behind the scenes of troll accounts and fake news production in the Philippines. Architects of networked disinformation: Behind the scenes of troll accounts and fake news production in the Philippines, 2018.

RECUERO, Raquel. Contribuições da Análise de Redes Sociais para o estudo das redes sociais na Internet: o caso da hashtag# Tamojuntodilma e# CalaabocaDilma. Fronteiras-estudos midiáticos, v. 16, n. 2, p. 60-77, 2014.

RIBEIRO, Luís Guilherme Marques; LASAITIS, Cristina; GURGEL, Lígia. Bolsonaro Zuero 3.0: Um estudo sobre as novas articulações do discurso da direita brasileira através das redes sociais. Anagrama, v. 10, n. 2, 2016.

WELBERS, Kasper; VAN ATTEVELDT, Wouter; BENOIT, Kenneth. Text analysis in R. Communication Methods and Measures, v. 11, n. 4, p. 245-265, 2017.

WILSON, Jason. Playing with politics: Political fans and Twitter faking in post-broadcast democracy. Convergence, v. 17, n. 4, p. 445-461, 2011.

Downloads

Publicado

2023-06-30

Como Citar

ALVES DOS SANTOS JUNIOR, M. Entre a militância e a fabricação: uma análise de redes fakes de apoio a Bolsonaro e Moro. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 18, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2763-9398.2023v18n.63693. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/63693. Acesso em: 17 jul. 2024.