Uma proposta linguística de classificação dos constituintes morfológicos que compõem os substantivos latinos

  • Soraya Paiva Chain Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: estruturalismo, morfologia, morfema, desinência, caso

Resumo

Neste trabalho, apresentamos uma proposta linguística de classificação dos constituintes morfológicos que compõem os substantivos latinos, pois vemos que a maioria dos casos de cada declinação é composta de mais um constituinte, diferentemente de como as Gramáticas Latinas (GLs) os apresentam, constituídos somente de radical e desinência de caso. Primeiramente, apresentamos uma abordagem estruturalista, acerca dos tipos de morfemas constituintes dos nomes, a qual nos subsidia durante nossas análises. Em seguida, apresentamos quatro GLs e a forma como elas apresentam os constituintes morfológicos dos substantivos das cinco declinações, para, em comparação com a nossa proposta, demonstrarmos as diferenças. Depois, apresentamos nossa proposta, demonstrando que a maioria dos casos latinos de todas as declinações é composta de morfema lexical, morfema classificatório ou vogal de ligação e morfema categórico, comparando com a forma apresentada pelas GLs. Por fim, apresentamos algumas observações feitas a partir das nossas análises.

Biografia do Autor

Soraya Paiva Chain, Universidade Federal do Amazonas
Faculdade de Letras Curso de Língua e Literatura Portuguesa Áreas: Língua e Literatura Latina; Morfossintaxe do Português brasileiro
Publicado
2018-12-31
Como Citar
Chain, S. P. (2018). Uma proposta linguística de classificação dos constituintes morfológicos que compõem os substantivos latinos. DLCV - Língua, Linguística & Literatura, 14(2), 207-230. https://doi.org/10.22478/ufpb.2237-0900.2018v14n2.42041
Seção
Artigos