Ações de inclusão digital nas instituições penitenciárias do Brasil e Espanha: um estudo comparado

  • Julio Afonso Sá de Pinho Neto UFPB
Palavras-chave: Inclusão digital. Inclusão social. Sistema prisional. Políticas públicas.

Resumo

Esta comunicação apresenta os resultados de pesquisa que teve como objetivo analisar a experiência do Brasil e da Espanha, no que se refere ao desenvolvimento de projetos de inclusão digital para presidiários. A investigação realizou-se a partir de um estudo de caso comparativo entre um projeto de inclusão digital desenvolvido na Penitenciária Lemos de Brito em Salvador (BA) e outro no Centro Penitenciário de Córdoba (Espanha). Os dados foram analisados e interpretados por meio do método da análise de conteúdo, com o estabelecimento de categorias após a coleta de dados. Como resultado, percebeu-se que os dois projetos estão fundamentados em princípios que privilegiam a educação para a cidadania como finalidade primordial do trabalho de inclusão digital, contudo, não existem, tanto no Brasil como na Espanha, políticas públicas consolidadas nessa área tendo a conquista da cidadania como premissa maior. A realidade brasileira apresenta, ainda, problemas e desafios decorrentes da grave crise vivida pelo sistema prisional que inviabilizam a plena consecução dos objetivos do projeto de inclusão digital analisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Afonso Sá de Pinho Neto, UFPB
Doutor em Comunicação pela Universidade federal do Rio de Janeiro, Brasil. Docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba, Brasil.
Publicado
2014-09-23
Como Citar
Pinho Neto, J. A. S. de. (2014). Ações de inclusão digital nas instituições penitenciárias do Brasil e Espanha: um estudo comparado. Informação & Sociedade: Estudos, 24(3). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/ies/article/view/18237
Seção
Relatos de Experiência