“Colégio invisível do cientista Adolpho Lutz na área de Medicina Tropical: análise cientométrica e análise de conteúdo.

  • Maria José Veloso da Costa Santos Doutora em História da Ciência. Departamento de Biblioteconomia, Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Vânia Lisboa da Silveira Guedes Departamento de Biblioteconomia, Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Palavras-chave: Lutz, Adolpho. Lei de Zipf. Ponto de Transição de Goffman. Bibliometria. Cientometria. Colégio Invisível. Medicina Tropical.

Resumo

Desenvolve pesquisa tendo como base documentos de arquivo do cientista Adolpho Lutz (1855-1940), particularmente, utilizando sua correspondência científica, que serviu como canal de comunicação informal para a troca de conhecimento sobre a febre amarela e a malária, na área de Medicina Tropical, no final do século XIX e primeiras quatro décadas do século XX. O estudo se inscreve na fronteira entre a História da Ciência e a Ciência da Informação, porque analisa a trajetória da Medicina Tropical no Brasil à luz de pressupostos teórico-metodológicos da Ciência da Informação, particularmente, das áreas de Comunicação Científica e Bibliometria, sob a perspectiva cientométrica, conjugadas às metodologias de análise de conteúdo e análise de redes sociais. Objetiva analisar o colégio invisível do cientistas e levantar termos que compõem o campo semântico da Medicina  Tropical, particularmente nas doenças febre amarela e malária, visando à sua contextualização, no corpus das cartas, bem como a modelagem da rede terminológica e da egonet de Adolpho Lutz. Do ponto de vista teórico-metodológico, para a composição do corpus, foram selecionadas 99 cartas do acervo da Biblioteca Virtual em Saúde Adolpho Lutz. O corpus foi processado à luz da Lei de Zipf e do Ponto de Transição de Goffman, seguidos da aplicação das técnicas de análise de conteúdo categorial e de análise de redes sociais. Os resultados confirmam a premissa de que a carta é um tipo de gênero do discurso científico com grau de informatividade em relação aos temas estudados, de tal modo que, termos com alto conteúdo semântico situam-se na Região de Concentração de Goffman, de forma semelhante aos resultados atingidos por pesquisas realizadas tendo como corpus artigos de periódicos científicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Veloso da Costa Santos, Doutora em História da Ciência. Departamento de Biblioteconomia, Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Doutora em História da Ciência.Afiliação: Departamento de Biblioteconomia, Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Vânia Lisboa da Silveira Guedes, Departamento de Biblioteconomia, Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Doutora em Linguística.
Publicado
2018-12-28
Como Citar
Santos, M. J. V. da C., & Guedes, V. L. da S. (2018). “Colégio invisível do cientista Adolpho Lutz na área de Medicina Tropical: análise cientométrica e análise de conteúdo. Informação & Sociedade: Estudos, 28(3). https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2018v28n3.42383
Seção
Relatos de Pesquisa