O tangível e o corpóreo das Bibliotecas Públicas Brasileiras: do ideal ao real

Palavras-chave: Biblioteca Pública, SNBP, Acesso à informação, Recursos da Biblioteca, Infraestrutura da Biblioteca

Resumo

As Bibliotecas Públicas (BPs) são instituições com um enorme potencial de transformação social. É nessas instituições que o indivíduo pode desenvolver capacidades e habilidades para manipular e expandir o conhecimento por meio do acesso à informação, atividade fundamental para a formação do cidadão. No entanto, as BPs do Brasil possuem diferenças enormes devido à própria capilaridade geográfica brasileira, a gritante diferença trazida pela era digital, bem como a falta de políticas públicas efetivas, aumentam o hiato entre essas instituições com a realidade da comunidade em seu entorno. Esses distanciamentos colocaram as BPs como lugares esquecidos pela sociedade e negligenciados pelo poder público. Nesta perspectiva, o presente artigo teve como objetivo diagnosticar a situação atual das BPs brasileiras. A pesquisa teve caráter descritivo com abordagem quali-quantitativa a partir de aplicação de questionário em BPs. Os dados indicam que mais da metade (54%) dos responsáveis pela biblioteca não tem formação na área de Biblioteconomia, apesar de 92% dos respondentes terem formação superior. Quase metade (44%) das BPs contam com apenas um funcionário, impossibilitando o desenvolvimento de diversas atividades na unidade. Cerca de 70% das BPs funcionam apenas em horário comercial e 64% tiveram seu espaço adaptado para ser uma biblioteca. A análise apresentou dados, por vezes, aflitivos. É certo que essas instituições têm sido negligenciadas há tempos nas diferentes hierarquias administrativas em que estão inseridas. Para mudar esse panorama é preciso a implementação de ações em âmbito local e nacional, de forma a trazer as bibliotecas públicas brasileiras definitivamente ao século XXI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Daniele de Oliveira Silva, Universidade Estadual Paulista - UNESP Marília
Discente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da UNESP, Campus Marília. Bolsista CAPES.
Deise Maria Antonio Sabbag, Universidade de São Paulo - USP Ribeirão Preto; Universidade Estadual Paulista - UNESP Marília
Professora Doutora da Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto desde 2014. É docente permanente na Pós-Graduação, linha pesquisa Produção e Organização da Informação, do Programa de Ciência da Informação da UNESP/Marília.
Publicado
2019-11-29
Como Citar
Silva, B. D. de O., & Sabbag, D. M. A. (2019). O tangível e o corpóreo das Bibliotecas Públicas Brasileiras: do ideal ao real. Informação & Sociedade: Estudos, 29(4), 75-102. https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2019v29n4.47447
Seção
Artigos de Revisão