Uso da IoT, Big Data e Inteligência Artificial nas capacidades dinâmicas: um estudo comparativo entre cidades do Brasil e de Portugal

Resumo

O artigo teve como objetivo identificar as relações entre IoT, Big Data e Inteligência Artificial com os microfundamentos das capacidades dinâmicas, em organizações localizadas na Cidade do Porto-Portugal e Natal-Brasil, e comparar os resultados obtidos nas duas localidades. A pesquisa caracteriza-se como exploratório e descritivo com abordagem quantitativa. Foram selecionados 190 questionários válidos, 53 questionários de Natal e 137 de Porto. A pesquisa realizada foi relevante para comparar o desenvolvimento empresarial tecnológico em Portugal e no Brasil, demonstrando como está ocorrendo o processo de transformação digital nas diferentes localidades, e como essa transformação contribui para as capacidades dinâmicas. Foi observado que a tecnologia Big Data obteve maior percentual de desempenho atual em comparação as tecnologias IoT e IA. Ademais, a tecnologia IA, foi a ferramenta tecnológica que obteve as menores médias nas três capacidades dinâmicas avaliadas (sensing, seizing e managing threats), sendo pouco utilizado, principalmente em Natal. Analisando de forma macro, as empresas localizadas em Porto se sobressaem em comparação às localizadas em Natal, em todas as dimensões e capacidades. Contudo, quando avaliado a importância das tecnologias, atual e futura, foi detectado um potencial de desenvolvimento futuro no desempenho em todas as categorias analisadas, tanto em Porto como em Natal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudio Marcio Campos de Mendonça, Universidade Federal do Amapá
Pós-doutorado em Gestão pela Católica Porto Business School. Doutorado em Administração pelo PPGA/UFRN (2015), Mestrado em administração, Especializações: MBA em Gestão da Tecnologia da Informação e Gestão Universitária. Graduação em Processamento de Dados (1996) e Administração (2012) pela Universidade Potiguar - UnP. Atualmente sou Professor com Dedicação Exclusiva na Universidade Federal do Amapá. Tenho experiência nas áreas de tecnologia da informação, educação a distância e gestão de ensino superior. Sou Professor Universitário desde 1997, lecionando disciplinas principalmente nos cursos de Sistemas de Informação, Administração e Gestão Pública, além de disciplinas de Pós-Graduação lato sensu. Também já atuei como Diretor de TI, Pró-Reitor de Graduação e Diretor de Qualidade Acadêmica de um Universidade Privada. Consultoria na área de Tecnologia da Informação e Inovação Tecnológica. Experiência em disciplinas de Governança Corporativa, Governança de TI, Tecnologia da Informação, Inovação Tecnológica, Empreendedorismo, Estratégia, Gestão de Pessoas, Gestão de Processos e Gestão de Projetos.
António Manuel Valente de Andrade, Centro de Estudos de Gestão e Economia, Católica Porto Business School
Doutoramento em Tecnologias e Sistemas de Informação, Universidade do Minho Doutorado em Tecnologias e Sistemas de Informação pela Universidade do Minho. Mestre em Informática de Gestão (U. Minho). Professor da Católica Porto Business School. Coordenador do Mestrado em Ciências da Informação e da Documentação na Faculdade de Filosofia da UCP-Braga. Membro da Direcção da Faculdade de Economia e Gestão de Janeiro de 2005 a Janeiro de 2008. Colaborador em vários Cursos de Escolas da UCP (FEP, FACIS, FACFIL, ESB, ICS, FD, FT, EGE). Consultor do Ministério da Educação. Membro do Conselho Científico do Observatório do Plano Tecnológico da Educação (Maio 2009).
Publicado
2019-11-29
Como Citar
Mendonça, C. M. C. de, & Andrade, A. M. V. de. (2019). Uso da IoT, Big Data e Inteligência Artificial nas capacidades dinâmicas: um estudo comparativo entre cidades do Brasil e de Portugal. Informação & Sociedade: Estudos, 29(4), 37-60. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/ies/article/view/47755
Seção
Artigos de Revisão