Mediação da leitura e alteridade na Educação Literária

Resumo

Discute a mediação da leitura na perspectiva da educação literária a partir da compreensão do conceito de alteridade. Toma
como referência conceitual os estudos filosóficos de Emmanuel Lévinas e Paul Ricoeur acerca da alteridade. Apresenta como
questão de pesquisa: qual o lugar da alteridade na mediação da leitura na educação literária contemporânea, nesses tempos
difíceis de individualismo, isolamento, silenciamento e de subtração de direitos? Discute as implicações da mediação da
leitura levando-se em consideração as subjetividades do leitor em relação ao texto e às linguagens. Busca compreender
como a ação pedagógica na educação literária pode contribuir no que concerne à dialogicidade das experiências de cada
ser humano. Conclui que o ato de ler pode contribuir para o desenvolvimento de saberes reflexivos e críticos que alicerçam
a construção do conhecimento, gerando modos de resistência às visões totalitárias, centralizadoras e assimétricas que
teimam em reduzir os direitos humanos e a autonomia dos sujeitos. A leitura, portanto, pode propor outro caminho por
meio da linguagem e da cultura, não subordinada às formas de dominação.

Palavras-chave: Educação literária. Mediação de leitura. Alteridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lidia Eugenia Cavalcante, UFC

Docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Universidade Federal do Ceará, Brasil.

Publicado
2021-01-18
Como Citar
Cavalcante, L. E. (2021). Mediação da leitura e alteridade na Educação Literária. Informação & Sociedade: Estudos, 30(4), 1-14. https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2020v30n4.57262
Seção
Relatos de Pesquisa