Uma Ontologia para Instrumentos da Gestão do Conhecimento e Agentes da Engenharia do Conhecimento

  • Sandro Rautenberg
  • José Leomar Todesco
  • Andrea Valéria Steil
Palavras-chave: Ontologia. Agentes Computacionais da Engenharia do Conhecimento. Instrumentos da Gestão do Conhecimento. Gestão do Conhecimento. Engenharia do Conhecimento.

Resumo

baseada em seus métodos e ferramentas, a Engenharia do Conhecimento desenvolve modelos para apoiar os processos da Gestão do Conhecimento. Engenharia e Gestão do Conhecimento são áreas interdisciplinares e complementares, cuja convergência tem se acentuado nos últimos anos. Entretanto, devido à polissemia de conceitos interdisciplinares utilizados, a comunicação entre o engenheiro e o gestor do conhecimento é um ponto crítico a ser considerado. Como forma de contribuição para contribuir à comunicação, propõe-se uma ontologia de domínio da convergência de dois conceitos centrais da referida interdisciplinaridade: os Agentes Computacionais da Engenharia do Conhecimento; e os Instrumentos da Gestão do Conhecimento. O presente trabalho apresenta a ontologia desenvolvida, a qual foi verificada por especialistas gestores e engenheiros do conhecimento, sendo apontados como resultados: a) um conjunto de questões que norteiam o entendimento interdisciplinar de objetos de investigação da Engenharia e Gestão do Conhecimento; e b) uma forma de integração dos elementos de conhecimento inerentes à aplicação dos Agentes Computacionais da Engenharia do Conhecimento como soluções tecnológicas mais aderentes aos Instrumentos da Gestão do Conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-04-10
Como Citar
Rautenberg, S., Todesco, J. L., & Steil, A. V. (2011). Uma Ontologia para Instrumentos da Gestão do Conhecimento e Agentes da Engenharia do Conhecimento. Informação & Sociedade: Estudos, 21(1). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/ies/article/view/7172
Seção
Relatos de Experiência