OS RISCOS DO PENSAR FILOSÓFICO EM TEMPOS AUTORITÁRIOS

  • Lucas Rocha Faustino Universidade Estadual do Piauí - UESPI/Parnaíba
Palavras-chave: Crise, Autoritarismo, Pensar, Sócrates

Resumo

O presente texto tem como objetivo apresentar que a crise no ensino de Filosofia está ligada à crise institucional que se instaurou no Brasil desde os “Levantes de Junho de 2013” e o surgimento de uma estrutura de governo que flerta com o autoritarismo. Nesse sentido, destacamos que o ensino de Filosofia desperta temores para essa estrutura de governo, quando se inspira no modelo socrático de pensar, pois nos leva a explicitar as inconsistências do mundo “normal”, das narrativas oficiais e lança-nos para o novo.

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Temer: “a partir de agora, não podemos mais falar em crise, trabalharemos” (1m). 12 de maio de 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=T6D56lJhbvM. Acesso em: 15 de novembro de 2019.

ARANTES, Paulo. “Depois de junho a paz será total.” In: O novo tempo do mundo e outros ensaios sobre a emergência. São Paulo: Boitempo, 2014. 353-460.

ARENDT, Hanna. A vida do espírito: o pensar, o querer, o julgar. Trad. Cesar Augusto de Almeida, Antônio Abranches e Helena Martins. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

BBC NEWS/BRASIL. No comando da Câmara, Cunha foi a pior pedra no sapato de Dilma; entenda. BBC News Brasil, 5 maio 2016. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/05/151008_cunha_camara_ab Acesso em: 22 de novembro de 2019.

BROCHADO, Mariah. Presunção de Inocência e verdade Jurídica. In: MARTINS, Cristiano Zanin et. all. (coord.). O Caso Lula: A luta pela afirmação dos direitos fundamentais no Brasil. São Paulo: Ed. Contra Corrente, 2017, p. 211-232.

CARMINATI, Celso João. (Des) Razões da retirada da Filosofia do Ensino Médio no Brasil. In: Revista Linhas, v. 5, n. 2 (2004). Disponível em: http://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1225/1038. Acesso em: 20 de novembro de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e Democracia. São Paulo: Cortez, 1993.

JASPERS, Karl. Introdução ao pensamento filosófico. Trad. Leonidas Hegenberg e Octanny Silveira da Mota. São Paulo: Ed. Culturix, 1999.

PEGORARO, Olinto. Política da filosofia no Brasil. Zero Hora. Porto Alegre, 1979.

PLATO, Euthyphro, Apology, Crito, Phaedo and Phaedrus. With translation by Harold North Fowler and introduction by W. R. M. Lamb. Cambridge, MA; London, ENG: Harvard University Press, 2005. (Loeb Classical Library)

RODRIGUEZ, Ricardo Vélez. A mídia diz que defendo a Universidade somente para uma elite. Conheça a verdade. (51s) Disponível em: https://twitter.com/ricardovelez/status/1090681853613359104 Acesso em 10 de novembro de 2019.

SALA DE NOTÍCIAS. Estudar Filosofia só com dinheiro próprios, diz Ministro da Educação (2min11s), 26 de abril de 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PnFFFUD1iCY. Acesso em: 10 de novembro de 2019

SANTOS, José Trindade. Para ler Platão: o problema do saber nos diálogos sobre a teoria das formas. São Paulo: Ed. Loyola, 2008. (Tomo II)

SOUZA, Jessé. A radiografia do golpe: Entenda como e por que você foi enganado. São Paulo: Ed. Leya, 2016. (e-book kindell)

SOUZA, Josias. Universidade nordestina não deve ensinar filosofia, diz novo titular do MEC... Blog do Josias, 08 de abril de 2019, 19h36min. Disponível em: https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2019/04/08/universidade-nordestina-nao-deve-ensinar-filosofia-diz-novo-titular-do-mec/?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_content=geral&utm_campaign=noticias. Acesso em: 15 de novembro de 2019

TOLEDO, Caio Navarro de. 1964: o golpe contra as reformas e a democracia. In: Revista Brasileira de História, v. 24, n° 47, São Paulo, 2004, p. 13-28.

VALLS, Álvaro. A Filosofia no II grau. Correio do Povo. Porto Alegre, 1983.

VILLAVERDE, João. Perigosas pedaladas: os bastidores da crise que abalou o Brasil e levou ao fim o governo de Dilma Rousseff. Pref. Adriana Fernandes. São Paulo: Geração Editorial, 2016. (Col. História agora, vol. 14).
Publicado
2019-12-24
Seção
Dossiê especial – EM DEFESA DA FILOSOFIA