A HOSPITALIDADE COMO ABRIGO ÉTICO EM EMMANUEL LÉVINAS

  • José Rodrigo Gomes de Sousa
  • Iraquitan de Oliveira Caminha
Palavras-chave: Hospitalidade, Cuidado, Acolher, Ética

Resumo

Emmanuel Lévinas situa o seu modo de pensar a partir Outro, ele rompe com o ciclo egológico que perpassa quase toda a filosofia ocidental desde Sócrates, rompe com a filosofia do “eu”. Neste artigo, a hospitalidade é caracterizada como abrigo ético, como lugar onde ocorre a relação ética entre o Eu e o Outro. É apresentado a hospitalidade a partir da perspectiva levinasiana, a hospitalidade encarada como abertura e acolhimento, desenvolve-se posteriormente a noção de cuidado atrelada à perspectiva de Michel de Foucault e de Martin Heidegger, ambos possui uma maneira diferente de pensar a respeito do cuidado, contudo, parte do “eu”, do em-si- mesmo. Ao abordar o acolher, coloca-se este gesto de acolhimento como abertura ao Outro, como forma de não dominá-lo, tematizá-lo ou capturá-lo através de um saber dominador. Acolher enquanto abertura e cuidado, enquanto hospitalidade ao Outro que interpela e exige uma resposta, resposta esta que é ética. Ante o cenário da globalização talvez o modelo ético proposto por Lévinas seja apropriado para se discutir o fortalecimento de vínculos humanos.

Palavras-chaves: Hospitalidade. Cuidado. Acolher. Ética.

Referências

CALIN, Rodolphe et SEBBAH, François-David. Le vocabulaire de Lévinas. Paris: Ellipses Édition Marketing, 2002.

FERNANDES, Marcos Aurélio. O cuidado como amor em Heidegger. In: Revista da Abordagem Gestáltica, 2011.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. Trad. Márcio Alves da Fonseca e Salma Tannus Muchail. 2, ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

Seminários de Zollikon: protocolos, diálogos e cartas. 2 ed. Trad. Gabriella Arnhold e Maria de Fátima de Almeida Prado. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista; Editora Universitária São Francisco, 2009.

HEIDEGGER, Martin. A caminho da linguagem. Trad. Marcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes, 2003.

______. Ser e tempo. Trad. Fauto Castilho. Campinas, SP: Editora da Unicamp; Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2012.

______. Ser e tempo: parte II. Trad. Marcia Sá Cavalcante Schuback. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

LEVINAS, Emmanuel. Totalidade e infinito: ensaio sobre a exterioridade. Trad. José Pinto Ribeiro, Lisboa: Edições 70, 1980.

OLIVEIRA, Marília de Fátima Vieira de. CARRARO, Telma Elisa. Cuidado em Heidegger: uma possibilidade ontológica para a enfermagem. In: Revista Brasileira de Enfermagem, 2011.

Publicado
2020-05-19
Seção
Artigos