Um TAO Descartes

  • Matheus da Cruz e Zica

Resumo

O artigo aborda a relação entre corpo, espiritualidade e busca do conhecimento em tradições chinesas, sobretudo a Daoísta, de modo muito próximo ao que teria ocorrido no universo da filosofia greco-romana, conforme Michel Foucault destacou em seus últimos trabalhos. O argumento principal é que essa tradição teria chegado inclusive ao Século XVI, perceptível até mesmo no próprio Discurso do Método de René Descartes, autor apontado como o grande responsável por transformar a filosofia em uma atividade que seria totalmente independente do corpo e de um trabalho sobre si. Finaliza com a proposta de que a atividade filosófica desenvolvida por tradições chinesas e ocidentais não seriam assim tão dispares como certa tradição de pensamento ocidental faz supor.
Publicado
2016-12-22
Como Citar
ZICA, M. DA C. E. Um TAO Descartes. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, v. 12, n. 2, p. 278-294, 22 dez. 2016.