Programa de Preparação para Aposentadoria em uma Empresa Pública de Pernambuco: da Análise à Proposta de Implementação

Anne Cristine Cavalcanti da Silva, Diogo Henrique Helal

Resumo


Programas de preparação para aposentadoria (PPAs) são ações importantes no contexto da gestão da aposentadoria, uma vez que oportunizam a reflexão dos trabalhadores sobre o tema, bem como ações organizacionais sobre o fenômeno. Este artigo tem como objetivo discutir a gestão do PPA de uma empresa pública do estado de Pernambuco. Busca-se, ainda, apresentar uma proposta de implementação de PPA em organizações. Para tal, utilizou-se a abordagem qualitativa de pesquisa por meio de observação não participante, documentos e entrevistas. Foram entrevistados participantes do programa e profissionais de RH. Apesar de o PPA ser compreendido de forma positiva e eficiente pelos entrevistados, os resultados indicaram algumas limitações: necessidades de inclusão de etapas de sensibilização e avaliação periódica, de reforço da perspectiva processual da aposentadoria e vivência de grupo em todos os módulos, de participação da família e de funcionários aposentados e desligados da empresa. Por fim, este artigo apresenta, com base na experiência analisada e na literatura sobre o tema, uma proposta metodológica mais ampla para implementação de um PPA em organizações brasileiras, públicas e privadas.

Palavras-chave


Programa de Preparação para Aposentadoria; Aposentadoria; Recursos Humanos

Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. (2004). Aposentadoria com qualidade, responsabilidade social da empresa. Fundos de Pensão, 292 (23), 41- 44.

Antunes, M. H., Soares, D. H., & Silva, N. (2015). Orientação para aposentadoria nas organizações: histó-rico, gestão de pessoas e indicadores para uma possível associação com a gestão do conhecimento. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 5(1), 43-63.

Bardin, L. (2000). Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Beehr, T.A., & Bennet, M.M. (2009). Examining retirement from a multi-level perspective. In: Shultz, K.S., & Adams, G. A. (Ed.). Aging and work in the 21st century (pp.277-302). New York: Psychology Press.

Beehr, T. A., & Bowling, N. A. (2013). Variations on a retirement theme: conceptual and operational def-initions of retirement. In M. Wang (Ed.). The Oxford Handbook of Retirement (pp. 42-55). New York: Oxford University Press.

Camboim, V. S., Queiroz, J.V., Vasconcelos, N.V., & Queiroz, F.C. (2011). Aposentadoria, o desafio da se-gunda metade da vida: estudo de caso em uma agência bancária. Revista Gestão Organizacional, 4(1).

Cepellos, V. M, Tonelli, M. J, & Aranha Filho, J. E. (2013). Envelhecimento nas organizações: percepções e práticas de RH no Brasil. Anais do Encontro de Relações de Pessoas e Relações de Trabalho, Brasília, DF, Brasil, 4.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto (3ª ed.). Porto Alegre: Artmed.

Fontanella, B.J., Luchesi, B. M., Saidel, M. G., Ricas, J., Turato, E. R. & Melo, D. G. (2011). Amostragem em pesquisas qualitativas: proposta de procedimentos para constatar saturação teórica. Cadernos de Saúde Pública, 27(2), 389-394.

França, L. H. (2002). Repensando aposentadoria com qualidade: um manual para facilitadores de pro-gramas de educação para aposentadoria em comunidades. Rio de Janeiro: UERJ.

França, L. H., & Carneiro, V. (2009) Programas de preparação para a aposentadoria: um estudo com trabalhadores mais velhos em Resende (RJ). Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 12(3), 429-447.

França, L. H., & Soares, D. H. P. (2009) Preparação para a aposentadoria como parte da educação ao longo da vida. Psicologia, Ciência e Profissão, 29 (4), 738–751.

França, L. H., & Vaughan, G. (2008). Ganhos e perdas: atitudes dos executivos brasileiros e neozelande-ses frente à aposentadoria. Psicologia em Estudo, 13 (2), 207-216, 2008.

França, L. H., Nalin, C. P., Brito, A. R., Amorim, S. M., Tangel, T., & Ekman, N.C. (2014). A percepção dos gestores brasileiros sobre os programas de preparação para a aposentadoria. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, 19(3), 879-898.

Griffin, B., Loh, V., & Hesketh, B. (2013). Age, gender, and the retirement process. In: M. WANG, (Ed.). The Oxford Handbook of Retirement (pp. 202-214). New York: Oxford University Press.

Higo, M., & Williamson, J. B. Retirement. (2009). In: D. Carr. e Gail (Firm) (Ed.). Encyclopedia of the life course and human development (pp. 328-336) Detroit: Macmillan Reference, 2009.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2017). Tábua completa de mortalidade para o Brasil – 2016. Breve análise da evolução da mortalidade no Brasil.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018). Tábua completa de mortalidade para o Brasil – 2017. Breve análise da evolução da mortalidade no Brasil.

Jex, S. M., & Grosch, J. (2013). Retirement decision making. In M. Wang (Ed.). The Oxford Handbook of Retirement (pp. 267-279). New York: Oxford University Press.

Lei Federal nº 10.741, de 1° de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/2003/L10.741htm

Lei Federal, n° 8.842, de 04 de janeiro de 1994.Dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, cria o Con-selho Nacional do Idoso e dá outras providências. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8842.htm

Lima, T. B. & Helal, D. H. (2013). Trabalho na terceira idade: uma revisão sistemática da literatura brasileira entre 2008 e 2012. Gestão e Sociedade, vol 7, n. 18, p. 369-394.

Minayo, M. C. (1998). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec-Abrasco.

Miranda, G. M. D., Mendes, A. C. G., & Silva, A. L. A. (2016). O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 19 (3): 507-519.

Muniz, J. A. (1996). Programa de Preparação para o Amanhã. Revista Estudos de Psicologia, 2, 198 -204.

Murta, S. G., Leandro-França, C., & Barbosa, L. M. (2014). Pesquisa em avaliação de programas de edu-cação para aposentadoria. In: S. G. Murta; C, Leandro-França; J, Seidl (Orgs). Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar. Novo Hamburgo: Sinopsys, p. 288-311.

Netto, F. S., & Netto, J. P. (2008). Programa de preparação para a aposentadoria – PPA: responsabilidade social das organizações. Anais do XV Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, Resende/RJ, 15.

Nunes, C. O. (2015). Programa de preparação de planos de vida para a aposentadoria: avaliação de necessidades, processos e efeitos. (Tese de Doutorado em Psicologia). Universidade Federal de São Car-los, São Carlos, Brasil. Recuperado de http://www.ppgpsi.ufscar.br/pdf/Tesecoatn_223235.pdf.

Pazzim, T. A, & Marin, A. (2016). Programas de preparação para aposentadoria: revisão sistemática da literatura nacional. Revista Brasileira de Orientação Profissional 17(1), 91-101. Recuperado de http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v17n1/10.pdf

Soares, D. H., Luna, I. .N, & Lima, M. B. (2010). A arte de aposentar-se: programa de preparação para aposentadoria com policiais federais. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, 15, (2), 293-313.

Shultz, K., & Wang, M. (2011). Psychological perspectives on the changing nature of retirement. Ameri-can Psychologist, 66(3), 170-179.

Szinovacs, M. E. (2013). A multilevel perspective for retirement research. In M. Waang (Ed.). The Ox-ford Handbook of Retirement (pp. 152-173). New York: Oxford University Press.

Tavares, S. S, Neri, A. L., & Cupertino, A. P. (2012). Saúde emocional após a aposentadoria. In: A.L. Neri, & M. S. Yassuda (Org.). Velhice bem-sucedida: aspectos afetivos e cognitivos. (pp. 91-110). Campinas, SP: Papirus.

Zanelli, J. C., Silva, N., & Soares, D. H. P. (2010). Orientação para aposentadoria nas organizações de trabalho: construção de projetos para o pós-carreira. Porto Alegre: Artmed.

Wang, M, & Shultz, K. S. (2010). Employee retirement: a review and recommendations for future investigation. Journal of Management, 36(1), 172-206.




DOI: https://doi.org/10.21714/2019_v9i245515



TPA está presente nos seguintes Diretórios e Indexadores:

DIRETÓRIOS:

INDEXADORES:

REDIB
SPELL



TPA recomenda a leitura de:

Manual de Boas Práticas da Publicação Científica - ANPAD



Instituições de referência para a TPA:



Contato: tpa@ccsa.ufpb.br

TPA - Teoria e Prática em Administração

Licença Creative Commons
Os trabalhos publicados na Teoria e Prática em Administração (TPA) estão licenciados com uma
Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.



Projeto e direitos: Mariana Cantisani | Ronei Oliveira | Carlo Bellini