Solteirice e invisibilização: a relação entre religião e homossexualidade no ministério evangélico LGBTQ+ “Movimento Cores”

Palavras-chave: Religião, Comunicação, Homossexualidade, Dispositivos interacionais

Resumo

Este trabalho é um estudo que relaciona religião, comunicação e homossexualidade. O artigo constitui o produto de uma extensa pesquisa empírica, pelo método de observação participante, sobre o Movimento Cores, um ministério evangélico ligado à Igreja Batista de Lagoinha, na cidade de Belo Horizonte-MG, voltado exclusivamente para a comunidade LGBT+. Com base na teoria dos dispositivos interacionais (Braga, 2011), foram percebidos inusitados sentidos simbólicos que configuram o contexto religioso que determina as condições de existência e permanência dessa comunidade no bojo de uma igreja conservadora: a invisibilização do ministério e de sua líder, promovida em cooperação com o próprio movimento; e relações subalternas, cujo teor especifica uma negociação de sentidos, na qual se aceita a identidade pela negação da sexualidade.

Biografia do Autor

Luiz Signates, Pontifícia Universidade Católica de Goiás Universidade Federal de Goiás
JORNALISTA. Pós-doutor em Epistemologia da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2009). Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2001). Mestre em Comunicação pela Universidade de Brasília (1998). Integra o quadro de professores permanentes do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião (Mestrado e Doutorado) da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Professor do Mestrado em Comunicação da Universidade Federal de Goiás, na linha de pesquisa Mídia e Cidadania. Coordenador dos Núcleos de Pesquisa em Comunicação: Cidadania e Política (UFG), Comunicação e Religiosidade (UFG) e Comunicação e Cidadania (PUC-Goiás). Autor e organizador dos livros: A sombra e o avesso da luz: Habermas e a comunicação social (2009) e Estudos de comunicação: transversalidades epistemológicas (2010). Possui vários capítulos de livros publicados, dentre eles: O que é especificamente comunicacional nos estudos brasileiros de comunicação da atualidade? (2013), Jornalismo e internet: 10 sinais de uma mudança de lugar (2012) e As fontes assumem o furo: fraturas e alternativas da prática jornalística ante as redes sociais (2011). Tem experiência na área de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: Epistemologia e Metodologia da Pesquisa em Comunicação, Comunicação e Política, Comunicação e Religiosidade, Comunicação e Cidadania, e Comunicação e Teoria Social Crítica.E-mail: signates@gmail.com Lattes: http://lattes.cnpq.br/0464596762919932
Thales Moura, UFG
Mestre pelo PPGCOM/UFG.
Publicado
2020-12-22
Como Citar
SIGNATES, L.; MOURA, T. Solteirice e invisibilização: a relação entre religião e homossexualidade no ministério evangélico LGBTQ+ “Movimento Cores”. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, v. 30, n. 1, p. 367-383, 22 dez. 2020.