Quando o corpo indecidível não tem vez: intersexualidade e práticas médicas na França dos séculos XIX e XX

Palavras-chave: Corpo, Gênero, Intersexualidade, Medicina, França

Resumo

Neste trabalho iremos investigar o corpo controlado pelo discurso médico na França dos séculos XIX e XX. A partir do recorte de gênero, veremos como os corpos de sexo ambíguo foram classificados como “monstros humanos” porque apresentavam uma estrutura corporal em oposição aos modelos normativos. Através da análise de documentos médicos que registram casos de intersexualidade, veremos como o saber médico do século XIX e grande parte do século XX buscou adequar tais corpos ao binarismo homem-mulher, muitas vezes através de cirurgias mutiladoras.

Biografia do Autor

Rejane Lopes Rodrigues, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2002), graduação em Comunicação Social (habilitação cinema) pela Universidade Federal Fluminense (2008), mestrado (2013) e doutorado (2018) em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.
Francisco Ramos de Farias, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Bacharel e Psicólogo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978), Especialista em Psicologia Clínica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Psicologia, área Motivação e Aprendizagem pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1983) e Doutor em Psicologia, área Psicologia Cognitiva, pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1987). Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2. Atualmente é consultor Ad Hoc da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), professor associado da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, do Departamento de Fundamentos da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Memória Social, Consultor do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Assessor Científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Secretário Geral da ANINTER-SH desde 2015.
Publicado
2020-12-22
Como Citar
RODRIGUES, R. L.; DE FARIAS, F. R. Quando o corpo indecidível não tem vez: intersexualidade e práticas médicas na França dos séculos XIX e XX. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, v. 30, n. 1, p. 211-234, 22 dez. 2020.